Protestos pelo Brasil
Cidades Passeata contra aumento das tarifas reúne 2.000 em AL

Passeata contra aumento das tarifas reúne 2.000 em AL

Manifestantes querem redução de presos no transporte público

Passeata contra aumento das tarifas reúne 2.000 em AL

Cerca de 2.000 manifestantes, de acordo com cálculos dos líderes do MPL (Movimento Passe Livre), criado nas redes sociais para protestar contra o aumento das tarifas de ônibus — realizaram no fim da tarde desta segunda-feira (17), em Maceió, uma passeata em protesto contra o reajuste do preço da passagem de coletivos na capital de Alagoas.

O movimento, que se concentrou na praça do Centenário, localizada no bairro do Farol, percorreu várias ruas da capital alagoana, carregando cartazes com frases contra o aumento. Policiais militares e agentes da SMTT (Secretaria Municipal de Transportes e Trânsito) acompanharam a mobilização, que teve tom pacífico e terminou diante da sede do TJ-AL (Tribunal de Justiça de Alagoas), no centro da capital. A PM não soube estimar quantos manifestantes — a maioria estudantes — participaram do ato.

O comando da instituição afirmou, no início da tarde, que o objetivo policial era garantir a segurança dos participantes, bem como impedir a depredação do patrimônio público. Ao longo do percursos, manifestantes picharam muros com o nome do movimento. Na cidade, a Transpal (Associação dos Transportadores de Passageiros do Estado de Alagoas) defende um reajuste de 23,91%, elevando o atual valor da passagem de R$ 2,30 para R$ 2,85 reais.

Repórter da Globo é expulso de manifestação

Milhares de manifestantes se reúnem em SP

Por decisão da Justiça e a pedido do MPE (Ministério Público Estadual), o valor atual da tarifa está mantido pelo menos até julho, quando o tema volta a ser discutido entre o MPE (Ministério Público Estadual), Transpal e representantes da prefeitura. O presidente do TJ-AL, desembargador James Magalhães de Medeiros, avisou que, se até o dia 1.º não tiver um acordo formalizado, a Justiça decidirá o porcentual de reajuste.