Pessoas que cuidam de animais abandonados no RS podem receber o "bolsa cão"

Ajuda de R$ 10 por dia vai ser disponibilizada em situações emergenciais, como enchentes 

Pessoas que cuidam de animais abandonados no RS podem receber o "bolsa cão"

Montagem/R7

As pessoas que cuidam de animais abandonados podem receber o "bolsa cão" no Rio Grande do Sul. É uma ajuda de custo de R$ 10 por dia para quem abriga cachorros em situação de emergência.

A ideia do decreto, que saiu no Diário Oficial da Prefeitura de Porto Alegre, é oferecer uma verba para que pessoas ou abrigos cuidem dos animais provisoriamente. O "bolsa cão", como é chamado, vai ser disponibilizado só em situações emergenciais, como aconteceu em agosto, quando um dique rompeu no bairro Sarandi, na zona norte da capital gaúcha. 

A água invadiu cerca de 400 casas, como explica a secretária dos direitos do animais Regina Becker. 

— 24 horas, 250 animais vieram parar nas nossas mãos vítimas do alagamento do bairro. Não são animais de rua, são animais que têm proprietário. 

Defesa Civil do RS diz que 700 casas foram inundadas com rompimento de dique

Porto Alegre pede doações para desabrigados com rompimento de dique

O auxílio é válido apenas para quem abriga cachorros, não vale para gatos. Segundo a secretaria dos direitos dos animais, os felinos são de pequeno porte e podem ser atendidos na hora. 

— Nossos veterianários, uma vez por dia, irão até esse local, onde os cães estão albergados para ver a saúde deles, para ver como eles estão, para ministrar medicamentos, para fazer o acompanhamento. 

Leia mais notícias de Cidades

Assista ao vídeo: