Cidades PM é afastado por cegar homem durante protesto no Recife (PE) 

PM é afastado por cegar homem durante protesto no Recife (PE) 

Jonas Correia perdeu a visão do olho direito após ser atingido por disparo de bala de borracha. Ele não participava da manifestação

  • Cidades | Do R7*

Jonas Correia perdeu a visão do olho direito ao ser atingido durante ação policial no Recife (PE)

Jonas Correia perdeu a visão do olho direito ao ser atingido durante ação policial no Recife (PE)

GENIVAL PAPARAZZI / FUTURA PRESS / ESTADÃO CONTEÚDO - 29.05.2021

O policial militar que cegou o arrumante de contêiner Jonas Correia com um disparo de bala de borracha durante um protesto no Recife foi afastado do cargo. Jonas está internado e vai passar por novos exames na sexta-feira (3). Ele perdeu a visão do olho direito.

A Secretaria de Defesa Social ainda investiga quem foi o PM que atingiu outro homem nos olhos, o autônomo Daniel Campelo. Os feridos não participavam da manifestação.

Daniel Campelo anda com dificuldades, sofre com tonturas e dores na cabeça. O autônomo, de 51 anos, recebeu alta médica e está se recuperando em casa. Ele preferiu não gravar entrevista.

Daniel perdeu a visão do olho esquerdo depois de ser atingido por um tiro de bala de borracha no sábado (29), durante a manifestação contra o presidente Jair Bolsonaro. Ele não participava da manifestação e estava no centro do Recife comprando material para trabalhar.

O governo de Pernambuco vai pagar um auxílio aos feridos até que o valor da indenização seja definido pela Justiça.

O caso é investigado pela Polícia Civil, que tem 30 dias para concluir o inquérito. A Corregedoria da Secretaria de Defesa Social também apura a ação. Oito policiais militares foram afastados temporariamente do cargo.

*Com a colaboração de Thais Travassos

Últimas