Portal Correio Campeonato Paraibano Sub 19 segue frente a suspeitas de irregularidades

Campeonato Paraibano Sub 19 segue frente a suspeitas de irregularidades

O Campeonato Paraibano Sub 19 prosseguiu nesta quarta-feira (1º) com o jogo que apontou a vitória do Confiança de Sapé contra a Perilima, no estádio Amigão, em Campina Grande. O jogo de volta está marcado para sexta-feira (3), na Toca do Papão, em Sapé. Com esse resultado, o Confiança saiu com vantagem mesmo jogando como […]

Portal Correio
Portal Correio

Portal Correio

Portal Correio
Confiança Sub 19 (Foto: Divulgação)

O Campeonato Paraibano Sub 19 prosseguiu nesta quarta-feira (1º) com o jogo que apontou a vitória do Confiança de Sapé contra a Perilima, no estádio Amigão, em Campina Grande. O jogo de volta está marcado para sexta-feira (3), na Toca do Papão, em Sapé.

Com esse resultado, o Confiança saiu com vantagem mesmo jogando como mandante, em Campina Grande. O único gol da partida foi marcado no segundo tempo, através de Neto. O Papão ganha o direito de jogar pelo empate para ficar com o título da categoria.

Com isso, a competição pode chegar ao fim. Correm duas denúncias no Tribunal de Justiça Desportiva da Paraíba, apontando a utilização de jogadores irregulares no decorrer do certame.

Protestos

O primeiro protesto foi formulado pelo CSP, acusando o Botafogo da Paraíba de ter utilizado um jogador de maneira irregular. O CSP conseguiu uma prova confirmando que aconteceu a irregularidade.

Um documento cartorial afirma que o registro de em nome de Silas Patrício Pereira é falso. Com isso, o CSP espera que a Federação Paraibana de Futebol suspenda os dois jogos programados pelo Campeonato Paraibano Sub 19.

A defesa do CSP fez requerimento ao departamento de competições da Federação Paraibana de Futebol pedindo a suspensão da competição até uma decisão da Justiça Desportiva.

O segundo protesto teve como denunciante o Botafogo da Paraíba acusando o Internacional de ter escalado um jogador que não tinha o nome publicado no boletim informativo diário da CBF.

Procuradoria faz denúncia

Mesmo tendo dado entrada no recurso primeiro, o CSP não teve qualquer posição por parte do TJD-PB. O recurso do Botafogo, formulado depois, já teve uma decisão da procuradoria da justiça desportiva. A recomendação é tirar seis pontos do Internacional.  

CSP estranha posição do TJD

O representante do CSP na Federação, Josivaldo Alves, considera ser estranha essa posição da procuradoria do TJD, que não se manifestou sobre o protesto do Tigre, mas se posicionou no tocante à denúncia do Botafogo.

“Isso é no mínimo estranho, para não dizer outra coisa. O presidente do TJD precisa falar sobre este assunto, para explicar este caso à população, aos desportistas da Paraíba. Fica difícil entender, como a justiça desportiva não se manifesta sobre um processo formulado antes e toma posição em caso posterior”, desabava o representante do CSP.

De acordo com as informações da secretaria do TJD-PB, as notícias de infração estão em andamento. O caso do CSP ainda está aguardando conclusão de despachos do procurador.

A Federação Paraibana de Futebol não se manifestou para explicar o não atendimento de suspensão do Campeonato, devido às denúncias formuladas na Justiça Desportiva.

Botafogo

O presidente do Botafogo da Paraíba, Alexandre Cavalcanti, não concorda com a sequência da competição, afirmando ter encaminhado pedido de suspensão dos jogos da fase final. “A procuradoria fez a denúncia formal, para que o Internacional perca os pontos”.

“O Botafogo fez um pedido cautelar para suspender o campeonato, mas foi negado. A denúncia da Procuradoria pode causar um grande prejuízo à Federação, pois poderá ter que fazer um novo campeonato”, disse o dirigente botafoguense.

Últimas