Portal Correio Campina Grande e Vara da Infância lançam aplicativo que facilita adoção tardia de crianças e adolescentes

Campina Grande e Vara da Infância lançam aplicativo que facilita adoção tardia de crianças e adolescentes

Campina Grande é a primeira cidade da Paraíba a incluir crianças e adolescentes no A.DOT, aplicativo de busca ativa que facilita o processo de adoção de crianças e adolescentes. Com a ferramenta, pretendentes habilitados podem conhecer melhor o perfil dos menores, mesmo que eles tenham perfil diferente do que procuravam inicialmente. O A.DOT também informa […]

Portal Correio
Portal Correio

Portal Correio

Portal Correio
Foto: Divulgação

Campina Grande é a primeira cidade da Paraíba a incluir crianças e adolescentes no A.DOT, aplicativo de busca ativa que facilita o processo de adoção de crianças e adolescentes. Com a ferramenta, pretendentes habilitados podem conhecer melhor o perfil dos menores, mesmo que eles tenham perfil diferente do que procuravam inicialmente. O A.DOT também informa sobre condições jurídicas de adoção no país.

O lançamento oficial do aplicativo em Campina Grande aconteceu nessa segunda-feira (4). Durante cerimônia rápida e restrita, foram exibidos vídeos com trechos das gravações das 11 crianças e adolescentes aptos à adoção em Campina Grande, produzidos pela assessoria de comunicação da Secretaria de Assistência Social (Semas).

“São ações como esta que nos move a cada dia e nos faz entender o nosso verdadeiro papel. Tudo o que vier a somar com a vida das nossas crianças acolhidas, estaremos sempre de mãos dadas, pois o intuito da atual gestão é cuidar de pessoas e o desejo é que Deus sempre nos abençoe nesta causa”, disse o secretário de Assistência Social Valker Neves.

O juiz titular da Vara da Infância e Juventude, Perilo Lucena, ressaltou a importância na preparação das crianças para a produção dos vídeos e, principalmente, a decisão de cada um de participar do projeto, por conta própria. “Tivemos uma adesão muito satisfatória e a boa notícia é que já temos dois casais interessados em nossas crianças. Em breve, iniciaremos o processo de aproximação”, comemorou o magistrado.

Para a promotora da Vara da Infância e Juventude, Juliana Couto, Campina Grande adotou um aplicativo que já vem com muito êxito no território nacional e traz muita expectativa para os jovens adolescentes. “O pioneirismo de Campina vai trazer experiências positivas para o nosso estado e, certamente, viabilizar perspectivas melhores para os nossos jovens acolhidos”, concluiu.

Últimas