Portal Correio Cine Banguê reabre nesta sexta-feira com duas sessões de curtas infantis

Cine Banguê reabre nesta sexta-feira com duas sessões de curtas infantis

O Cine Banguê retoma as atividades presenciais, nesta sexta-feira (8), com uma mostra internacional de curtas infantis intitulada ‘O Lobo da Pata Vermelha’. A programação é uma parceria com o festival Lobofest. Serão realizadas duas sessões – uma às 14h e outra às 16h – sempre às sextas, sábados e domingos de outubro, em alusão […]

Portal Correio
Portal Correio

Portal Correio

Portal Correio
Cine Banguê (Foto: Divulgação)

O Cine Banguê retoma as atividades presenciais, nesta sexta-feira (8), com uma mostra internacional de curtas infantis intitulada ‘O Lobo da Pata Vermelha’. A programação é uma parceria com o festival Lobofest. Serão realizadas duas sessões – uma às 14h e outra às 16h – sempre às sextas, sábados e domingos de outubro, em alusão ao Dia das Crianças, comemorado em 12 de outubro.

Para ter acesso, é preciso acessar com antecedência no site. Serão disponibilizados 25 lugares por sessão. Será obrigatório o uso de máscara e apresentação do cartão de vacinação. As pessoas com o ciclo vacinal incompleto, poderão frequentar o Banguê a partir do 14º dia após a primeira dose.

A mostra é realizada em parceria com a Tábata Filmes. A sessão das 14h é dedicada ao público infantil, intitulada ‘Mostra Ipê Amarelo’, conta com os filmes ‘Fruto das Nuvens, ‘O Pássaro e a Baleia’, ‘A Casa’, ‘A Cerejeira’, ‘A Teoria do Por do Sol’, ‘Longe de Casa’, ‘Um Dia de Gato’.

A sessão das 16h é para o público infanto-juvenil e leva o nome ‘Mostra Ipê Branco’. Nela, serão exibidos os curtas ‘Um dia de gato’, ‘A teoria do por do sol’, ‘A luta’ e ‘Yuwol’.

Mostra ‘O Lobo da Pata Vermelha’ – O festival, pioneiro em curtas-metragens e em projetos educativos tem como um dos principais focos a formação audiovisual e a educação do olhar das crianças. Outra característica é a circulação e itinerância. A idéia é sair da Região Centro-Oeste para outras áreas do Brasil, incluindo regiões sem salas de cinema ou programações cuidadosamente selecionadas.

O mascote do festival é o famoso lobo guará, que é responsável pela disseminação de sementes, ajudando, assim, a manter a exuberância do bioma, ultimamente muito maltratado. Seu nome vem dos tons avermelhados de sua pelagem.

O Lobo da Pata Vermelha traz uma significativa amostra desse grande festival, preocupado com o olhar de crianças e adolescentes, que, diariamente, sofre com tantas informações. A mostra é dividida em dois programas. O Ipê Amarelo é voltado para a garotada que ainda não consegue acompanhar legendas. Já o Ipê Branco traz filmes para crianças a partir dos oito anos. Mas ambas as sessões certamente vão agradar aos públicos de todas as idades.

Os filmes vêm de vários países (Rússia, Rep. Tcheca, Irlanda, Coréia, Brasil, Bélgica, Alemanha), boa parte animações com temas e técnicas variadas, muitos deles premiados tanto no Lobo Fest quanto nos mais importantes festivais do mundo.

Últimas