Portal Correio De Repente na Rede homenageia o piauiense Zé da Luz

De Repente na Rede homenageia o piauiense Zé da Luz

A Fundação Espaço Cultural da Paraíba (Funesc) exibe, nesta quarta-feira (24), mais um programa De Repente na Rede, atração que presta uma homenagem aos poetas e repentistas nordestinos. Desta vez, o homenageado será o repentista piauiense Zé da Luz. A atração será transmitida às 19h, pelo canal da Funesc no YouTube. José da Luz de Moura […]

Portal Correio

A Fundação Espaço Cultural da Paraíba (Funesc) exibe, nesta quarta-feira (24), mais um programa De Repente na Rede, atração que presta uma homenagem aos poetas e repentistas nordestinos. Desta vez, o homenageado será o repentista piauiense Zé da Luz. A atração será transmitida às 19h, pelo canal da Funesc no YouTube.

José da Luz de Moura Santos, conhecido popularmente como ‘Zé da Luz’, é natural de Picos-PI. Desde criança, sempre conviveu com a cantoria e a poesia, que já faziam parte de sua família. Com sua primeira viola, herdada do pai, começou a cantar com 16 anos e, desde então, não parou mais.

Seu primeiro programa de rádio foi apresentado na cidade de Oeiras-PI, onde morou por sete anos. Quando retornou a Picos, deu início a uma parceria com o poeta Barrazul, participando com ele, por alguns anos, do programa “Tarde Sertaneja”. Tempos depois, ao lado do seu irmão, Chico da Luz, que também é poeta, iniciou um programa chamado “Violas de Ouro”.

Ao longo de sua trajetória na cantoria, Zé da Luz participou de inúmeros festivais e gravou 11 CDs, inclusive com várias composições próprias. Atualmente, faz parceria com a poeta Fabiane Ribeiro e ainda integra festivais pelo Nordeste, a exemplo do Festival Anual de Teresina, fazendo dupla com cantadores de destaque, a exemplo do poeta Zé Viola, Zé Eufrásio, Geraldo Amâncio, Moacir Laurentino, Hipólito Moura e Edmilson Ferreira, entre outros.

O ‘De Repente na Rede’ tem apresentação de Iponax Vila Nova. O projeto é uma versão alternativa ao ‘De Repente no Espaço’, que foi suspenso em março do ano passado, devido à pandemia do novo coronavírus.

Últimas