Portal Correio Em artigo, vice-presidente executivo da CNI, reforça que o Brasil tem valores extraordinários, que precisam ser destacados

Em artigo, vice-presidente executivo da CNI, reforça que o Brasil tem valores extraordinários, que precisam ser destacados

Setembro é um mês significativo, que contempla o Setembro Amarelo, uma campanha para valorização da vida, início da Primavera, época mais colorida do ano, e dia internacional da Paz, que visa sensibilizar as pessoas para a paz mundial. Com tantos desafios podemos refletir sobre algo precioso que Deus nos proporcionou, a oportunidade de vislumbrarmos sua […]

Portal Correio
Portal Correio

Portal Correio

Portal Correio
Paulo Afonso Ferreira é engenheiro civil e empresário dos setores da construção, atividades imobiliárias e agroindústria (Foto: Divulgação)

Setembro é um mês significativo, que contempla o Setembro Amarelo, uma campanha para valorização da vida, início da Primavera, época mais colorida do ano, e dia internacional da Paz, que visa sensibilizar as pessoas para a paz mundial.

Com tantos desafios podemos refletir sobre algo precioso que Deus nos proporcionou, a oportunidade de vislumbrarmos sua criação e desfrutarmos do dom da vida. Podermos abrir os olhos é uma dádiva.

A pandemia nos impôs novas formas de relacionamento, com distanciamento e isolamento, e pudemos perceber o valor do tempo e das pessoas.

Surgem oportunidades de sermos pessoas melhores, de evoluirmos como sociedade, desapegando de coisas, aprimorarmos nossos pensamentos e relações, pois sozinhos não chegamos a lugar algum.

O ser humano foi criado para viver em sociedade, mesmo com nossas diferenças, precisamos somar esforços, convivermos com harmonia, paz, respeitando as diferenças e reconhecendo os bons exemplos, ao invés das desavenças.

Precisamos buscar o equilíbrio nas relações, a paz e a harmonia. As diferenças de pensamentos sempre existiram, por questões ideológicas, culturais etc, mas somos “ todos iguais”, falíveis e sujeitos a aprimoramentos.

É imprescindível unir e reconhecer as virtudes, que a classe política rompa os conflitos e se una em prol de um projeto coletivo, sem populismo e interesses eleitoreiros, pensando em ações que estimulem e envolva a sociedade na busca de soluções.

Estamos avançando para superar essa fase de pandemia, devendo nos preparar para a retomada das atividades e do crescimento, sendo imprescindível um cenário favorável aos negócios, com estabilidade econômica, estímulos à inovação, à geração de emprego e atração de investimentos.

O Brasil possui potenciais e valores extraordinários, que precisam ser destacados, um papel importante também para os órgãos de imprensa e comunicação.

O diálogo e os entendimentos devem ser priorizados, evitando os jogos de interesses, a desarmonia entre os poderes, os posicionamentos extremos por questões políticas partidárias.

Precisamos de um projeto de País, em que nossa “luta” seja em prol de um Brasil melhor, eliminando entraves que nos impedem de crescer e progredir de forma sustentável.

Podemos nos consolidar como uma nação, que além de democrática seja desenvolvida e que prevaleça nosso lema de “ ordem e progresso”, com ambiente estável, com direitos e deveres sendo cumpridos, com justiça social, emprego, renda e serviços de qualidade para a sociedade.

Somos um país “abençoado por Deus e bonito por natureza”, temos condição de nos consolidarmos com uma grande Nação, rica, próspera, que seja reconhecida pela paz, harmonia, além de um povo que se orgulha e vive “”sem medo de ser feliz”.

Que Deus nos abençoe e ilumine! 

*Paulo Afonso Ferreira é vice-presidente executivo da Confederação Nacional da Indústria (CNI).

O artigo foi publicado nessa quinta-feira (23) no O Popular.

Últimas