O que pode causar coceira na pele?

A coceira na pele, também conhecida como prurido, é um sintoma bastante comum que possui inúmeras causas conhecidas, desde infecções, irritações da pele, processos cicatriciais e até mesmo doenças crônicas. Iremos falar um pouco sobre algumas das causas mais comuns desse sintoma tão incômodo. Dentre as causas infecciosas, estão as micoses, que são produzidas por […] The post O que pode causar coceira na pele? first appeared on Portal Correio.

Portal Correio

Portal Correio

Portal Correio

A coceira na pele, também conhecida como prurido, é um sintoma bastante comum que possui inúmeras causas conhecidas, desde infecções, irritações da pele, processos cicatriciais e até mesmo doenças crônicas. Iremos falar um pouco sobre algumas das causas mais comuns desse sintoma tão incômodo.

Dentre as causas infecciosas, estão as micoses, que são produzidas por fungos que causam descamação e prurido. Além dos fungos, parasitas são capazes de penetrar na pele causando prurido, como a larva migrans, conhecida como bicho geográfico. Ácaros também podem causar prurido, como o ácaro que causa a escabiose, doença contagiosa frequente em nosso meio, caracterizada por lesões disseminadas que coçam mais à noite.

Além das infecções, as irritações da pele também ocasionam coceira, como ocorre nas dermatites de contato. Estas são provocadas pelo contato da pele com substâncias irritantes, como sabões, detergentes, água sanitária, etc. As dermatites de contato também podem ser produzidas por mecanismos alérgicos, como ocorre na alergia a brincos, perfumes, cosméticos ou tecidos.

A urticária é também uma frequente causa de prurido e é caracterizada pelo surgimento de lesões avermelhadas e “inchadas” na pele, que duram poucas horas. Pode ser desencadeada por diversos fatores, como alguns alimentos ou até medicamentos, e em alguns casos pode estar associada a reações graves, como edema de glote e dificuldade de respirar.

As picadas de inseto constituem causa frequente de prurido em nosso meio e são facilmente reconhecíveis, em geral ocasionando desconforto passageiro. As cicatrizes, independentemente da etiologia, também podem evoluir com coceira, que está relacionada ao processo de reparação do tecido danificado.

Algumas doenças crônicas da pele também podem causar coceira, como a dermatite atópica, na qual ocorrem crises de prurido e eczema, em geral com início na infância, podendo se associar à asma ou à rinite alérgica. A dermatite seborreica consiste em outra causa comum de prurido, principalmente em couro cabeludo, sendo popularmente conhecida como caspa.

A pele seca pode ser, por si só, uma causa de prurido, frequente em idosos e em locais de clima frio, principalmente em áreas mais propensas ao ressecamento, como as pernas. Algumas doenças sistêmicas, como o hipotireoidismo, podem levar a um maior ressecamento da pele e, consequentemente, ao prurido. A exposição solar inadequada pode danificar a pele, causar ressecamento e também desencadear prurido. Para minimizar esses fatores, recomenda-se usar protetor solar, evitar banhos demorados, evitar uso de buchas, preferir sabonetes suaves e hidratar a pele logo após o banho.

É preciso sempre diferenciar se a coceira está relacionada a uma doença da pele ou se é consequência de uma causa sistêmica. Quando não identificamos na pele um motivo que justifique o sintoma, precisamos investigar outras possibilidades, como doenças sistêmicas e até mesmo neoplasias, que podem causar prurido secundariamente.

Fatores como estresse e ansiedade podem potencializar a sensação de coceira, fazendo com que a pessoa danifique a pele pelo ato de coçar, produzindo ferimentos chamados escoriações. Essa situação pode, inclusive, evoluir para um “ciclo vicioso”, no qual quanto mais o indivíduo coça e danifica a pele, mais sente vontade de continuar a coçar.

A coceira da pele pode ter diferentes intensidades. Em alguns casos, pode chegar a interferir no sono, deixando a pessoa sonolenta durante o dia, irritada e sem ânimo para realizar suas atividades no trabalho ou para estudar. Seu diagnóstico requer uma investigação, pois pode ter causas primárias da pele ou até mesmo ser secundária a causas sistêmicas, e pode estar relacionada a doenças simples, de fácil tratamento, ou a doenças mais complexas, que requerem acompanhamento especializado.

*Joanne Ferraz é médica com residência médica em Dermatologia, mestrado e doutorado em Medicina Tropical e é associada titular da Sociedade Brasileira de Dermatologia. É professora titular do curso de Medicina do Unipê.

Quer ser um (a) dermatologista?

Faça Medicina! O curso do Unipê forma profissionais pautado em princípios éticos, qualificados com base no rigor científico e capazes de intervir em situações de saúde-doença que fazem parte do perfil epidemiológico nacional. Saiba mais sobre a graduação aqui!

The post O que pode causar coceira na pele? first appeared on Portal Correio.

Últimas