Portal Correio Paraibanos do Futebol de 5 garantem defesa ‘menos vazada’ das Paralimpíadas

Paraibanos do Futebol de 5 garantem defesa ‘menos vazada’ das Paralimpíadas

Até agora, foram apenas quatro gols sofridos em cinco Paralimpíadas: esse é o desempenho da Seleção Brasileira de Futebol de Cinco, o que lhe rendeu o título de defesa menos vazada da competição, em toda a história dos Jogos. O “muro” brasileiro é formado por dois paraibanos, os goleiros Luan Lacerda e Matheus Costa. Nesta […]

Portal Correio
Portal Correio

Portal Correio

Portal Correio
Luan Lacerda (Foto: Divulgação)

Até agora, foram apenas quatro gols sofridos em cinco Paralimpíadas: esse é o desempenho da Seleção Brasileira de Futebol de Cinco, o que lhe rendeu o título de defesa menos vazada da competição, em toda a história dos Jogos. O “muro” brasileiro é formado por dois paraibanos, os goleiros Luan Lacerda e Matheus Costa. Nesta primeira fase das Paralimpíadas, nenhum adversário balançou a rede do gol do Brasil.

O futebol de cinco é uma das três modalidades desenvolvidas para as pessoas com deficiência visual. No entanto, em campo, os goleiros são os únicos que enxergam. Além de proteger o gol, os goleiros são responsáveis por liderar a defesa, orientando verbalmente os jogadores e posicionando a barreira em caso de cobrança.

“O futebol de cinco requer habilidade, controle da bola, mas, principalmente confiança e comunicação. Tudo aqui é regido pelo som. Os atletas são guiados pelo barulho dos guizos na bola e pelas indicações do treinador, dos chamadores e dos goleiros. Por isso, treinamos arduamente para que essa comunicação esteja sempre afinada”, explica Luan Lacerda.

Luan, que é titular da Seleção há sete anos, ganhou recentemente o título de “Melhor Goleiro das Américas” e foi consagrado como o menos vazado no último Mundial de Futebol de Cinco, realizado na Espanha. Em seis jogos, ele tomou apenas dois gols. Nas Paralimpíadas, até agora, o gol do Brasil permanece ileso depois de três jogos. 

“As partidas da primeira fase foram realizadas em dias consecutivos e sempre por volta do meio-dia, no calor de Tóquio, e isso exigiu bastante do nosso condicionamento físico. Mas, graças a Deus, conseguimos dar o nosso melhor em campo e não levamos nenhum gol. Estamos focados para levar o ouro, mais uma vez. E se essa medalha vier com uma defesa 100% invicta, melhor ainda”, conta Luan.

Até aqui, o Brasil vem de uma campanha impecável com três vitórias: diante da China, pelo placar de 3 a 0, e do Japão e da França, ambas por 4 a 0. Sem sofrer nenhum gol na competição, a equipe fechou a fase de grupos na liderança isolada do grupo A. 

Atual tetracampeão, o Brasil se garantiu na final do futebol de 5 nos Jogos de Tóquio (Japão), após vitória sobre Marrocos na manhã desta quinta-feira (2). A partida foi decidida com um gol contra, marcado pelo jogador marroquino Berka, após jogada do de Jefinho. 

Com o triunfo de 1 a 0 na semifinal, a seleção disputará a quinta medalha de ouro seguida na competição contra a Argentina, que venceu a China por 2 a 0 na outra semi. A final sul-americana será sábado (4), às 5h30 (horário de Brasília). Já Marrocos vai duelar pelo bronze a China nesta sexta (3), às 23h30.

Últimas