Portal Correio Prefeitura de Sapé disponibiliza veículo para fazer transporte e incentivar doações de sangue

Prefeitura de Sapé disponibiliza veículo para fazer transporte e incentivar doações de sangue

Uma única doação de sangue pode salvar até quatro vidas e ajudar pacientes com doenças crônicas, além de casos de cirurgias de grande porte e acidentes graves. Como forma de incentivar o ato, a Prefeitura de Sapé passou a disponibilizar um veículo para transportar interessados até o Hemocentro de João Pessoa. Desde julho, o Hemocentro […]

Portal Correio

Uma única doação de sangue pode salvar até quatro vidas e ajudar pacientes com doenças crônicas, além de casos de cirurgias de grande porte e acidentes graves. Como forma de incentivar o ato, a Prefeitura de Sapé passou a disponibilizar um veículo para transportar interessados até o Hemocentro de João Pessoa.

Desde julho, o Hemocentro está em alerta vermelho com estoque de sangue 30% abaixo do mínimo. O órgão necessita de 200 doações por dia para manter um estoque suficiente para atender às unidades hospitalares e unidades de pronto atendimento (UPAs).

De acordo com o secretário de Saúde, David Roberto, a iniciativa é uma forma de incentivar as pessoas que têm o desejo de doar sangue, mas não possuem veículo para ir até a capital, onde acontece a coleta e armazenamento do material. 

“Um dos empecilhos que impedem as pessoas de Sapé de doarem sangue é chegar até o local. Com esse programa, diminuímos as barreiras e facilitamos o caminho de um doador em potencial até o Hemocentro. Cada pessoa que conseguimos é uma grande vitória, pois através daquela doação, vidas serão salvas”, apontou.

David ressalta que para ter direito ao transporte até o Hemocentro, é necessário ir até a Secretaria de Saúde e comunicar o interesse em fazer a doação. A equipe responsável faz o agendamento para que a viagem ocorra de forma segura e conforme a disponibilidade do interessado.

O que precisa para ser doador de sangue: 
•    Estar em boas condições de saúde;
•    Ter entre 16 e 69 anos, desde que a primeira doação tenha sido feita antes de completar 60 anos;
•    Pesar no mínimo 50kg;
•    Ter dormido pelo menos seis horas nas últimas 24 horas;
•    Estar alimentado;
•    Apresentar documento original com foto recente, que permita a identificação do doador;
•    Para os menores de idade é necessário estar acompanhado do pai ou da mãe;
•    Quem fez tatuagem, micropigmentação ou colocou piercing pode doar 12 meses após a realização do procedimento, enquanto a endoscopia, após seis meses;
•    Candidatos à doação que tiveram Covid-19 estando totalmente sem sintomas da doença podem doar sangue 30 dias após a cura;
•    Já a vacina contra a covid-19 da Astrazeneca impede a doação por sete dias e da Cononavac por 48h. 

Últimas