Portal Correio Produção de camarão na PB cresce 21% em um ano e é a terceira maior do país, em 2020

Produção de camarão na PB cresce 21% em um ano e é a terceira maior do país, em 2020

De 2019 para 2020, a produção de camarão na Paraíba cresceu 21,6%, segundo a Pesquisa da Pecuária Municipal (PPM), divulgada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), nesta quarta-feira (29). Com 5,3 mil toneladas (t), o estado também registrou a terceira maior quantidade produzida do país, atrás apenas das constatadas no Rio Grande do […]

Portal Correio
Camarão

Camarão

Portal Correio
Foto: Pixabay

De 2019 para 2020, a produção de camarão na Paraíba cresceu 21,6%, segundo a Pesquisa da Pecuária Municipal (PPM), divulgada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), nesta quarta-feira (29). Com 5,3 mil toneladas (t), o estado também registrou a terceira maior quantidade produzida do país, atrás apenas das constatadas no Rio Grande do Norte (21,9 mil t) e no Ceará (20,9 mil t).

No último ano, a produção paraibana teve um acréscimo de aproximadamente 942 toneladas maior quea de 2019 (4.3 mil t). Além disso, o total alcançou o ápice da série histórica, com alta de cerca de 512,1% em comparação ao verificado em 2013, que foi de 864 t.

Os maiores produtores, no estado, em 2020, foram: João Pessoa, com 860 toneladas; Santa Rita, com 790 t; Itatuba e Itabaiana, ambos com 500 t; São Miguel de Taipu, com 400 t; e Salgado de São Félix, com 350 t. O valor da produção paraibana foi de R$ 102,3 milhões, também o terceiro maior do Brasil.

Já em relação à produção de peixes, com aproximadamente 2,7 mil toneladas, o estado foi responsável pelo 5º menor volume do país. Apesar disso, a PPM apontou que houve aumento de 15%, frente a 2019, e de 181%, diante dos resultados observados em 2013.

No último ano, o valor da produção paraibana de peixes somou R$ 23,4 milhões. Em termos de quantidade, a tilápia era destacadamente o principal produto da piscicultura do estado (2,7 mil t), seguida pelo tambaqui (11,4 t) e pelo tucunaré (1,2 t).

Últimas