Portal Correio Projeto oferece atendimento gratuito a mulheres com suspeita de câncer de mama

Projeto oferece atendimento gratuito a mulheres com suspeita de câncer de mama

Foi lançada, nessa quinta-feira (28), a segunda edição do projeto ‘Mãos que Apoiam’, uma das iniciativas da Unimed João Pessoa no Outubro Rosa. Vinte mulheres da comunidade São Rafael serão beneficiadas com assistência médica gratuita. Elas foram escolhidas depois de passarem por uma triagem inicial feita pelo PSF da comunidade e pela associação de moradores. […]

Portal Correio
Portal Correio

Portal Correio

Portal Correio
Imagem ilustrativa | Foto: Alejandra De Lucca V./Minsal 2020

Foi lançada, nessa quinta-feira (28), a segunda edição do projeto ‘Mãos que Apoiam’, uma das iniciativas da Unimed João Pessoa no Outubro Rosa. Vinte mulheres da comunidade São Rafael serão beneficiadas com assistência médica gratuita. Elas foram escolhidas depois de passarem por uma triagem inicial feita pelo PSF da comunidade e pela associação de moradores. Todas têm entre 38 e 72 anos e algum sintoma que sugere a existência de câncer de mama.

“Nós estamos acolhendo essas mulheres por acreditarmos que, como empresa, temos o dever de dar uma contrapartida à sociedade. É mais uma das muitas ações de responsabilidade social que a Unimed João Pessoa faz. E não é um trabalho perene. São trabalhos importantes que fazemos ao longo dos anos”, disse o médico cooperado João Modesto, gestor da área de responsabilidade socioambiental.

No período de um ano, elas serão acompanhadas pelas mastologistas Lakymê Mangueira, Tarciana Ramalho, Débora Cavalcanti e Jeane Nogueira. Além das consultas, as mulheres terão todos os exames complementares e de imagem custeados pela Unimed JP. Só em caso de cirurgia haverá encaminhamento para o Sistema Único de Saúde (SUS), por meio da Central de Regulação Pública.

A Unimed JP vai oferecer ainda acompanhamento com psicólogas e nutricionistas para as pacientes. O transporte para levar as mulheres às consultas médicas e aos exames também será de responsabilidade da cooperativa.

Diagnóstico precoce

A mastologista Tarciana Ramos lembrou que os exames são de difícil acesso para quem é carente, por isso, a importância delas serem assistidas pelo projeto ‘Mãos que Apoiam’.

“Com a pandemia, a dificuldade de conseguir esses exames aumentou. Queremos contribuir para tirar um pouco deste atraso de diagnóstico. O diagnóstico precoce é fundamental para essas mulheres”, disse.

Viviane Andrade da Cruz é uma das mulheres beneficiadas com o projeto e disse que poder fazer parte dele é motivo de muita alegria. “Como sou a mais nova do grupo, com 38 anos, achei que não seria selecionada, mas fui. Estão dando oportunidade a todas. Sou empregada doméstica e não teria condições de ter um tratamento tão bom como o que vou ter e sem muita espera. Quero que os exames deem negativo, mas saber que vou iniciar um tratamento top já é um alívio”.

Últimas