Portal Correio Saiba como a higiene bucal pode influenciar na saúde cardiovascular; especialista faz alerta

Saiba como a higiene bucal pode influenciar na saúde cardiovascular; especialista faz alerta

O bem-estar bucal não está ligado unicamente à saúde dos dentes e à uma boa higiene bucal. A falta de cuidados e má higienização podem causar até mesmo problemas cardíacos. O alerta é do cardiologista Daniel Magalhães. Uma pesquisa divulgada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) em 2020 aponta que pelo menos 34 […]

Portal Correio
Portal Correio

Portal Correio

Portal Correio
Imagem ilustrativa/ Michael Larsson por Pixabay

O bem-estar bucal não está ligado unicamente à saúde dos dentes e à uma boa higiene bucal. A falta de cuidados e má higienização podem causar até mesmo problemas cardíacos. O alerta é do cardiologista Daniel Magalhães.

Uma pesquisa divulgada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) em 2020 aponta que pelo menos 34 milhões de brasileiros acima de 18 anos perderam 13 dentes ou mais. Dos entrevistados, menos da metade consultou um dentista nos 12 meses anteriores à data da pesquisa – e isso tem gerado uma preocupação crescente nos especialistas.

Segundo Daniel Magalhães, que também é doutor em Cirurgia Cardiovascular pela Universidade de São Paulo (USP), a saúde bucal está ligada ao bem-estar cardiovascular. De acordo com o Instituto do Coração (InCor), 45% das doenças cardíacas e 36% das mortes por problemas cardíacos estão relacionadas a infecções bucais não tratadas.

“A boca é usualmente uma porta para muitas bactérias nocivas ao nosso organismo e é fundamental uma boa higiene para evitar que esses microorganismos possam causar danos à saúde”, destaca.

O fenômeno conhecido como bacteremia acontece quando os germes entram na circulação sanguínea de pessoas mais susceptíveis e, eventualmente, podem se alojar em tecidos cardíacos, com alto potencial de dano.

“A infecção desses tecidos é conhecida como endocardite e pode, quando não tratada, muitas vezes, ser letal para o indivíduo. Assim como em outras situações, a endocardite pode causar problemas graves ao coração, inclusive com indicação de cirurgia para o seu reparo”, alerta.

Outro motivo de complicações cardíacas relacionadas à saúde bucal é uma doença conhecida como febre reumática, que se origina normalmente a partir da infecção recorrente das amígdalas com germes específicos e que atacam geralmente crianças e adolescentes. “Uma vez não tratada, essa condição pode provocar danos cardíacos graves e que até necessitam de tratamento cirúrgico em alguns casos”, conta.

O que fazer

Para evitar essas complicações, é importante uma adequada saúde bucal, como também visitas regulares ao odontologista e, uma vez diagnosticados os problemas, tratá-los de imediato.

“Pessoas com algumas condições como, por exemplo, portadores de próteses cardíacas, devem ter um cuidado especial e fazer profilaxia com uso de antibióticos sempre que indicado por seu cardiologista”, orienta o médico.

Últimas