Portal Correio Vereadores de Santa Rita aprovam extra de R$ 4,2 mil para custeio de despesas

Vereadores de Santa Rita aprovam extra de R$ 4,2 mil para custeio de despesas

Vereadores de Santa Rita, na Grande João Pessoa, aprovaram, nessa quinta-feira (11), a liberação de verba indenizatória de atividade parlamentar (Viap) no valor de R$ 4.200 mensais. O recurso é referente a ⅓ da remuneração atual, fixada em R$ 12.699,45.  Conforme explica a jornalista Sony Lacerda, em seu blog, a verba deve ser utilizada apenas […]

Portal Correio
Câmara Municipal de Santa Rita (Foto: Reprodução/Google Street View)

Vereadores de Santa Rita, na Grande João Pessoa, aprovaram, nessa quinta-feira (11), a liberação de verba indenizatória de atividade parlamentar (Viap) no valor de R$ 4.200 mensais. O recurso é referente a ⅓ da remuneração atual, fixada em R$ 12.699,45. 

Conforme explica a jornalista Sony Lacerda, em seu blog, a verba deve ser utilizada apenas para ressarcir despesas referentes ao exercício parlamentar. Ao final do mês, cada vereador receberá R$ 16.899,45. Já o presidente da Casa, Cícero Medeiros (Progressistas), cujo salário é R$ 16.710,62, terá direito a verba indenizatória de R$ 5.570.

A justificativa da Câmara para a aprovação da Viap seria a necessidade de “redução de gastos rotineiros dos vereadores no exercício de sua função legislativa, dentre eles despesas com diárias, combustível de veículos utilizados de propriedade da Câmara Municipal, dentre outras”.

Se esse valor for excedido na prestação de contas, o vereador é que arcará com as despesas. O Projeto de Resolução é de autoria da Mesa Diretora e subscrita pelos demais vereadores. O texto diz que, em caso de licença parlamentar, perde-se o direito. O suplente que assumir a titularidade receberá a Viap pelo tempo que estiver na Câmara.

Confusão

A sessão foi marcada por confusão durante pronunciamento do vereador Naedson Graciano (Patriotas). Ele acusou colegas de se manifestarem contrários ao projeto por medo de “a população achar ruim” e por serem beneficiados pela prefeitura. 

“[A população] pode falar comigo, me questionar por que estou votando sim no projeto. Eu respondo sem nenhum problema. O projeto é em favor dos vereadores. Voto a favor mil vezes. Infelizmente, alguns vereadores bananas não votam a favor de si mesmo”, disse. 

O presidente da Câmara, Cícero Medeiros, interrompeu o pronunciamento e pediu respeito à Casa. “Tem que ter respeito, mas se dê ao respeito. Aqui eu não como pressão de ninguém”, retrucou Naedson. A sessão foi interrompida por alguns minutos. 

Últimas