Portal Correio Viúva de Paulinho, do Roupa Nova, quer usar material genético do músico para fazer fertilização

Viúva de Paulinho, do Roupa Nova, quer usar material genético do músico para fazer fertilização

Elaine Soares Bastos, viúva de Paulinho, vocalista do Roupa Nova que morreu em dezembro do ano passado, decidiu retomar um processo de fertilização in vitro iniciado pelo casal em agosto de 2009. De acordo com a advogada, em conversa com o R7, ela ainda está na etapa de exames e, se tudo ocorrer dentro do […]

Portal Correio
Portal Correio

Portal Correio

Portal Correio
Viúva nega que já esteja grávida, mas está em processo de fertilização (Foto: Reprodução/Instagram)

Elaine Soares Bastos, viúva de Paulinho, vocalista do Roupa Nova que morreu em dezembro do ano passado, decidiu retomar um processo de fertilização in vitro iniciado pelo casal em agosto de 2009. De acordo com a advogada, em conversa com o R7, ela ainda está na etapa de exames e, se tudo ocorrer dentro do planejado, em até dois meses deve confirmar a gravidez.

A ideia de seguir com o procedimento, mesmo após a morte do cantor, veio da necessidade de ressignificar o luto e, também, de realizar um sonho antigo dos dois. “A morte dele é como se tivessem arrancado um pedaço de mim. Por isso que eu quero ter esse bebê agora, porque eu quero eternizar o meu marido na minha vida. Eu vou olhar para ele e entender que ainda tem um pedacinho do meu marido.”

Rumores sobre uma possível gravidez começaram na segunda-feira (6), quando Elaine Soares fez uma publicação nas redes sociais em que mostrava uma barriga e falava que estava retomando o projeto de ter um filho. O post no Instagram, feito no dia em que o músico completaria 69 anos, não deixava claro se ela já estava ou não esperando um bebê.

“Eu perdi o meu marido no dia 14 de dezembro. Eu nunca saí do lado dele. Você sabe o que é nunca sair do lado da pessoa? Nunca! Eu perdi o meu marido e ainda tenho que enfrentar esse monte de mentira. Vai ter essa gravidez, mas ainda não tem. Ele deixou uma autorização. Eu não falei que aquela barriga era minha. Quem me conhece sabe que eu tenho tatuagem e que aquela barriga não é minha. Eu não iria fazer um papel ridículo desses”, completou.

A advogada destacou, ainda, a importância de gerar um filho para o músico, com quem viveu junto durante 16 anos. “Revelei no dia do aniversário do meu marido que meu maior presente vai ser esse neném. O maior presente que ele poderia ter deixado foram esses espermatozoides. Esse foi o maior presente que ele poderia ter deixado para mim, que é um pedaço dele.”

Inventário

O processo de inventário do músico segue em andamento. De acordo com a advogada, a união estável com o músico já foi reconhecida pela Justiça e, com isso, o nome incluído com uma das herdeiras de Paulinho. Elaine Soares Bastos afirma que, à época, o nome dela não foi repassado pelos filhos do cantor, Twigg de Souza Santos e Pedro Paulo Castor do Santos, aos advogados que deram início ao inventário.

“Os filhos dele, no dia em que ele estava sendo cremado, algo de uma total frieza, os advogados deles já estavam entrando na Justiça protocolizando o inventário. Eu estava lá no Memorial do Carmo, porque o meu marido seria cremado, e o processo já estava em andamento. Os filhos deveriam ter dito: Paulinho deixa dois filhos maiores e uma companheira. E eles só colocaram dois filhos maiores”, contou.

A informação, no entanto, já teria sido ajustada. “Já foi corrigido. Já saiu a minha união estável. Então, a partir do momento em que sai a união estável, a própria juíza informa para a Vara de Órfãos e Sucessões que ele tinha uma esposa. Então, seria uma coisa automática. Eu não quis fazer nada com os filhos dele. Eu quis ir pelos meios legais, porque não adianta ficar batendo boca.”

No início do ano, em contato com a reportagem, a defesa dos filhos ressaltou que ela não havia sido excluída do inventário. “Ainda que fosse o caso, o que de fato não é, o momento processual adequado não nos apresenta hipótese de cabimento da exclusão. Nem as primeiras declarações foram apresentadas, o que significa dizer que nem os bens deixados foram apresentados, nem mesmo se possui testamento e/ou outros herdeiros.”

Por fim, a viúva do artista revelou que o marido e a filha, Twigg, estavam brigados. No entanto, ela não quis dar mais detalhes sobre a suposta relação conflituosa entre pai e filha. Ressaltou, porém, que sabe muitas coisas, mas que prefere ficar em silêncio.

“Tem muita coisa que a imprensa não sabe e não vai saber através de mim. Eu não quero mais briga, não quero mais confusão. Se eu abrisse a minha boca e falasse tudo o que tenho para falar… Mas eu não quero. Primeiro porque eu não vou ganhar nada com isso. Nem quero ganhar. E segundo porque essa história só me aborrece. Só me chateia. Não tem porque eu prejudicar a imagem de ninguém, como eles fazem comigo. Não tem porque eu falar da filha dele, do filho. Seja lá de quem for.”

Últimas