Cidades Porto Alegre vacina adolescentes contra a Covid. Veja outras capitais

Porto Alegre vacina adolescentes contra a Covid. Veja outras capitais

Na capital paulista, profissionais de escolas municipais, estaduais e particulares passam a receber a dose de reforço

  • Cidades | Do R7

Confira como será a vacinação contra a Covid nas capitais nesta terça (16)

Confira como será a vacinação contra a Covid nas capitais nesta terça (16)

Divulgação/Agencia Brasília

A vacinação contra a Covid-19 avança no país, e as capitais imunizam novas faixas etárias e grupos nesta terça-feira (16).

Em Porto Alegre, adolescentes com mais de 12 anos são vacinados. Já em São Paulo, profissionais da educação que concluíram o esquema vacinal — com a segunda dose ou dose única — há pelo menos seis meses passam a receber a dose de reforço.

Confira como será a vacinação contra a Covid-19 nas capitais brasileiras nesta terça (16):

São Paulo

Em São Paulo, a partir desta terça (16), profissionais da educação que concluíram o esquema vacinal — com a segunda dose ou dose única — há pelo menos seis meses já podem receber o reforço.

Idosos com mais de 60 anos, profissionais da saúde maiores de idade e imunossuprimidos, que são pacientes que têm HIV ou pessoas que passaram por algum transplante, também estão elegíveis para receber a terceira dose do imunizante.

Os funcionários públicos que trabalham na GCM (Guarda Civil Municipal), sepultadores ou fiscais das subprefeituras são outro grupo que pode procurar as unidades de saúde para receber o reforço.

Para idosos, trabalhadores da saúde e funcionários públicos receberem a dose adicional é necessário que tenham completado o esquema vacinal (com a segunda dose ou a dose única) há pelo menos seis meses. Já para os imunossuprimidos o intervalo é de 28 dias entre a segunda e a terceira dose.

Os adolescentes de 12 a 17 anos sem comorbidades podem se vacinar com a primeira dose do imunizante contra a Covid-19. A segunda dose está disponível para os públicos elegíveis. Saiba mais no Vacina Sampa.

Porto Alegre

A prefeitura de Porto Alegre vai vacinar com a primeira dose todas as pessoas com 12 anos ou mais, além de oferecer a segunda dose aos seus respectivos públicos elegíveis. Quem recebeu a CoronaVac até 19 de outubro já pode ir aos postos, bem como aqueles que receberam a Pfizer ou AstraZeneca até 21 de setembro.

A terceira dose será destinada aos trabalhadores da saúde e idosos a partir dos 60 anos que receberam a segunda até 16 de junho e aos imunossuprimidos com esquema vacinal completo até 19 de outubro.

Rio de Janeiro

O Rio de Janeiro aplicará a terceira dose em mulheres a partir de 60 anos, profissionais da saúde que concluíram a imunização até maio e imunossuprimidos com 12 anos ou mais cuja vacinação foi concluída há pelo menos 28 dias.

A capital fluminense continua aplicando a segunda dose nos públicos elegíveis, bem como a primeira em maiores de 12 anos que ainda não a receberam. Veja no site da prefeitura.  

Belo Horizonte

A prefeitura de Belo Horizonte vai aplicar a terceira dose em trabalhadores da saúde que tenham completado o esquema vacinal há cinco meses.

Para esse público, são exigidos o cartão de vacinação, documento de identidade, CPF e documento que comprove ser trabalhador em atividade em estabelecimentos de saúde de Belo Horizonte. Veja mais neste link.

Curitiba

A capital do Paraná aplica a primeira dose nos adultos a partir de 18 anos e nas gestantes e puérperas com 12 anos ou mais. A segunda dose será destinada aos que possuem agendamento pelo app Saúde Já ou àqueles que perderam sua data de aplicação, bem como aos que tomaram a primeira dose da AstraZeneca entre 14 e 21 de setembro.

A dose de reforço será aplicada nos profissionais de saúde que concluíram o esquema vacinal até 14 de maio, idosos de 67 anos ou mais vacinados até 6 de junho e imunossuprimidos com a segunda dose aplicada até 12 de outubro. Saiba mais no site da prefeitura.

Goiânia

A prefeitura de Goiânia aplica a primeira dose em adolescentes de 12 a 17 anos, bem como na população acima de 18 anos que ainda não se vacinou.

As segundas doses da AstraZeneca e da Pfizer serão aplicadas naqueles que receberam a primeira há oito semanas (até o dia 21 de setembro) e a da CoronaVac será destinada àqueles com data marcada para 16 de novembro ou em atraso.

A terceira dose será aplicada em idosos acima dos 60 anos e trabalhadores da saúde com seis meses de intervalo da segunda dose ou dose única (até 16 de maio) e em imunossuprimidos com 18 anos ou mais que receberam a segunda dose há pelo menos 28 dias (até 19 de outubro). Saiba mais neste link.

Salvador

Salvador fará a repescagem da primeira dose e aplicará também a segunda (Pfizer, CoronaVac e AstraZeneca) e a terceira dose (idosos, imunossuprimidos e trabalhadores da saúde). Veja mais detalhes abaixo:

São Luís

São Luís aplicará todos os tipos de dose (CoronaVac, AstraZeneca e Pfizer). As pessoas com mais de 50 anos poderão receber a terceira dose, assim como imunossuprimidos, trabalhadores da saúde e servidores das Forças Armadas e das forças de segurança. 

Últimas