Cidades Preço da cesta básica aumenta 2,27% em Campina Grande

Preço da cesta básica aumenta 2,27% em Campina Grande

O valor da cesta básica regional em Campina Grande deste mês de abril apresentou um aumento de 2,27% em relação ao mês anterior, passando a custar um preço médio de R$ 657,29. O valor no mês de março era de R$ 642,70. O dado faz parte da pesquisa do Procon Campina Grande, realizada no período […]

Portal Correio
Portal Correio

Portal Correio

Portal Correio
Foto: Imagem ilustrativa/Peggy cci/Pixabay

O valor da cesta básica regional em Campina Grande deste mês de abril apresentou um aumento de 2,27% em relação ao mês anterior, passando a custar um preço médio de R$ 657,29. O valor no mês de março era de R$ 642,70. O dado faz parte da pesquisa do Procon Campina Grande, realizada no período de 3 a 9 deste mês, em 60 supermercados da cidade.

De acordo com a pesquisa, divulgada nessa terça-feira (13), para uma família com rendimento familiar de um salário mínimo (R$ 1.100), adquirir a cesta básica ao preço de R$ 657,29 representa o comprometimento de aproximadamente 59,75% da renda total. Dessa forma, restam cerca de 40,25%, equivalente em termos absolutos a R$ 442,75. Esse valor residual normalmente é destinado a outros compromissos, tais como os pagamentos de água, energia elétrica, internet e transporte, entre outras despesas.

A pesquisa da Cesta Básica Regional do Procon-CG está de acordo com o Decreto-Lei n° 399/38 de 30/04/1938, sendo composta por 13 produtos da Cesta Básica Alimentar, considerada “ração essencial mínima” e mais 39 produtos que entram na rotina de compras do consumidor paraibano. No entanto, estão fora do estudo a base feita pelo Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (DIEESE). Esses produtos formam cinco grupos: carnes e derivados, farináceos, higiene e limpeza, hortifrúti e óleos e temperos.

Produtos

Entre os produtos que compõem a cesta básica regional do Procon-CG e que apresentaram o maior percentual de aumento, neste mês de abril em relação ao mês anterior, estão ovos brancos 9,48%; absorvente higiênico 9,26%; papel higiênico 9,72%; alho 9,18%; chuchu 13,50% e a laranja 7,98%.

Últimas