Cidades Prêmio Josenildo Suassuna seleciona 80 artistas de João Pessoa

Prêmio Josenildo Suassuna seleciona 80 artistas de João Pessoa

A Fundação Cultural de João Pessoa (Funjope) selecionou 80 propostas para o Prêmio Josenildo Suassuna de Arte Naif, entre os 121 inscritos. O resultado preliminar foi divulgado nessa segunda-feira (14). Lançado no mês de abril, o edital recebeu inscrições até o último dia 2. Os 10 artistas com as melhores obras inéditas no estilo artístico […]

Portal Correio

A Fundação Cultural de João Pessoa (Funjope) selecionou 80 propostas para o Prêmio Josenildo Suassuna de Arte Naif, entre os 121 inscritos. O resultado preliminar foi divulgado nessa segunda-feira (14). Lançado no mês de abril, o edital recebeu inscrições até o último dia 2.

Os 10 artistas com as melhores obras inéditas no estilo artístico receberão prêmios em dinheiro. A premiação total é de R$ 22 mil, sendo R$ 7.000 para o 1º lugar, R$ 5.000 para o 2º e R$ 3 mil para o 3º colocado. Os demais classificados receberão prêmio no valor de R$ 1.000.

As obras serão expostas em uma mostra em homenagem a Josenildo Suassuna. O evento está previsto para acontecer de 10 de setembro a 8 de outubro de 2021, no Casarão 34. A solenidade de premiação será no último dia da exposição. As obras premiadas serão integralmente incorporadas ao acervo da Funjope.

Do total, 41 propostas foram inabilitadas por não atenderem às exigências do edital. Porém, a próxima fase, que será de análise documental, de 15 a 23 de junho, permitirá aos proponentes não habilitados a revisão da documentação. O resultado final da análise documental será no dia 25 de junho.

Além de municípios paraibanos, a Funjope recebeu propostas de outras cidades do Nordeste, entre elas, Quixelô (CE), Salvador (BA), Teresina (PI), Maceió (AL), Parnamirim (RN), Pesqueira (PE), e de outras regiões, a exemplo de Londrina (PR), Itajaí (SC), São Paulo (SP), São Leopoldo (RS) e Vila Velha (ES).

“O resultado nos deixou surpresos, a boa aceitação na comunidade de artistas naif, o que se revela pela diversidade de propostas apresentadas e pelo alcance que teve. Conseguimos cobrir cidades de quase todos os estados, desde capitais, cidades pequenas e de grande e médio porte. Isso é muito importante porque mostra o caráter de inclusão que nós estamos fazendo no trabalho da Funjope”, avaliou o diretor-presidente da Fundação, Marcus Alves.

Últimas