Cidades Professor Trindade fala sobre noções básicas das classes de palavras

Professor Trindade fala sobre noções básicas das classes de palavras

O estudo das classes gramaticais é fundamental para o entendimento dos demais

Portal Correio

O estudo das classes gramaticais é fundamental para o entendimento dos demais assuntos da Língua Portuguesa. É bom lembrar, no entanto, ao concursando que tal estudo não deve ser feito mais como antigamente, à base de decorebas do tipo “o que é um substantivo epiceno?”, “Qual coletivo de tal coisa”, etc. No caso das preposições, por exemplo (assunto bastante explorado), não adianta decorar um rol delas, mas sim, o sentido de cada uma em determinada frase.

Por exemplo:

Daqui até Patos são 303 quilômetros.

Até ele se enganou com aquela mulher.

Até que sua atuação não foi tão má…

Na primeira frase, a preposição “até” estabelece uma relação de distância; na segunda, de inclusão e na terceira é uma simples expressão denotativa.

Saliente-se, também, a importância da morfossintaxe: “olhar”, isoladamente, é verbo, mas na frase: “O olhar dela é triste”, olhar é substantivo.

PANORAMA

As frases, na língua, apoiam-se em duas classes de palavras: substantivo e verbo:

Ruídos        incomodam.

Subst.           verbo

Erros         acontecem.

Subst.           verbo

1.Substantivo. Designa os seres, de um modo geral, e as entidades, reais ou imaginárias: cadeira, Paraíba, fada, ilusão, saudade.

2.Verbo. Indica uma ação, estado ou fenômeno, situado no tempo: amar, sorrir, respeitar, ser.

O homem saiu. (ação).

Ele está apressado (estado).

Chove muito lá fora (fenômeno).

O tempo do verbo é marcado por desinências: amo (presente); amei (passado) amarei (futuro).

3.Adjetivo. Palavra que qualifica o substantivo: ônibus confortável.

Locução adjetiva. Expressão formada de preposição + substantivo, equivalente ao adjetivo (= qualifica o substantivo): casa de palha.

4.Numeral. Indica a quantidade do substantivo: dois, dez, triplo, um quinto.

O numeral ordinal indica a posição do substantivo numa escala de número dispostos em série: primeiro, segundo, terceiro…

5.Artigo. Indica se o substantivo é algo já definido (conhecido previamente) ou indefinido (não nomeado anteriormente).

Era uma vez um homem e uma mulher que moravam isolados da cidade. A cidade era estranha para aquele casal. O trânsito os incomodava.

Um/uma = artigos indefinidos.

A= artigo definido.

O = artigo definido.

Satélites do verbo

6.Advérbio. Palavra que se dirige ao verbo, para indicar várias circunstâncias que envolvem a ação (modo, tempo, lugar, causa, consequência, companhia, instrumento, negação, etc.).

Os pássaros pousavam tranquilamente na praça (tranquilamente = advérbio).

Locução adverbial. Expressão formada por preposição + substantivo e que se dirige ao verbo, indicando circunstância (equivalem ao advérbio).

Os pássaros pousaram tranquilamente na praça (na praça = locução adverbial).

7.Pronome. Classe de palavra que indica uma das três pessoas do discurso ou situa alguma coisa em relação a essas pessoas.

1ª pessoa: a que fala.

2ª pessoa: a com quem se fala.

3ª pessoa: a quem não se identifica com o falante ou com o ouvinte.

Eu já falei de ti para ela.

Conectivos

8.Preposição. Estabelece conexão entre um termo e outro. As mais usuais são: a, de, ante, até, após, com, contra, dentre, em, entre, para, por, perante, sobre, sob.

Uma moça de chapéu me olhava com um olhar intrigante.

9.Conjunção. Estabelece conexão entre uma oração e outra.

Só me disseram que você chegaria cedo.

10.Interjeição. Exprime sentimentos e reações: pô; ai!: oh!; epa!.

Últimas