Protestos pelo Brasil
Cidades Protesto teve depredações em Porto Alegre

Protesto teve depredações em Porto Alegre

Pelo menos uma loja e motos foram depredados e algumas pessoas passaram mal

Protesto teve depredações em Porto Alegre

Porto Alegre teve depredações nesta segunda-feira (17)

Porto Alegre teve depredações nesta segunda-feira (17)

Wesley Santos/EstadãoConteúdo

O protesto contra reajuste das tarifas do transporte urbano e a Copa do Mundo e por mais saúde e educação teve confrontos entre manifestantes e soldados da Brigada Militar em Porto Alegre, na noite desta segunda-feira (17).

Pelo menos um automóvel e uma loja de motos foram depredados e algumas pessoas passaram mal por causa das bombas de gás lacrimogêneo lançadas pela polícia. Também houve detenções.

Cerca de 3.000 pessoas participaram da passeata, que começou na praça Montevidéu, diante da prefeitura, e seguiu pacificamente pelas avenidas Borges de Medeiros, Salgado Filho e João Pessoa. Quando a multidão se aproximava da avenida Ipiranga, um grupo apedrejou uma loja de motos, quebrando as vitrinas.

Na sequência, tentou entrar na sede da superintendência da Polícia Federal. A Brigada Militar bloqueou o avanço pela avenida Ipiranga e houve confronto. Com isso, parte dos manifestantes tomou o caminho de volta ao centro pela Rua Lima e Silva, paralela à João Pessoa. Outra parte recuou pela própria Ipiranga e João Pessoa.

Veja fotos do protesto em São Paulo

Curitiba realiza protestos pelo transporte

Em alguns momentos da manifestação, a maioria dos participantes tentou deixar claro que atos de vandalismo eram praticados por grupos menores. Durante a passagem pela Lima e Silva, quatro pessoas derrubaram um contêiner de lixo e foram contidos pelos demais, que reergueram o equipamento urbano.

Assista ao vídeo: