Suspeitos de vender materiais de baixa qualidade para prevenção de COVID-19 são soltos