Coronavírus

Cidades RS confirma transmissão comunitária de variante brasileira

RS confirma transmissão comunitária de variante brasileira

Pesquisa indica que 20 moradores de Porto Alegre foram infectados com a P1. Estado tem 100% dos leitos de UTI ocupados

  • Cidades | Do R7

Porto Alegre tem 20 pessoas infectadas com variante do coronavírus

Porto Alegre tem 20 pessoas infectadas com variante do coronavírus

Reprodução/Record TV

O Rio Grande do Sul confirmou nesta quarta-feira (3) a transmissão comunitária da variante brasileira do coronavírus, a chamada P1, identificada pela primeira vez em Manaus. A novidade preocupa ainda mais o Estado, que passou de 100%  da ocupação de leitos de UTI, com quase 3 mil pessoas na fila de espera.

Na última terça-feira (2), Rio Grande do Sul também atingiu o maior número de mortes em um único dia, 185. "Toda equipe está no esforço da gente tentar ampliar muito rapidamente leitos clínicos e leitos de UTI e espaços para acolher essas pessoas", disse Fernando Ritter, diretor de vigilândia em saúde de Porto Alegre.

De acordo com estudos, a variante brasileira que agora está no Rio Grande do Sul é mais contagiosa por ser transmitida muito mais rápido. Pesquisa apontou que 20 pessoas residentes em Porto Alegre tinham e P1.

Ainda conforme a pesquisa, 13 dessas pessoas infectadas não viajaram ou tiveram contato com alguém que tenha saído do Estado. Agora, o estudo confirmou a transmissão comunitário, que é quando não há mais possibilidade de identificar a origem da infecção.

"Essa mudança de perfil nos faz concluir que a disseminação da variante P1 em nosso meio seja um dos fatores principais para essa mudança de taxas e de perfil de pacientes que temos hoje", disse o infectologista Rodrigo Pires, coordenador da comissão de controle de infeção do Hospital das Clínicas de Porto Alegre.

Últimas