Cidades Saiba calcular reajuste nas mensalidades dos planos de saúde

Saiba calcular reajuste nas mensalidades dos planos de saúde

Os índices previstos pela Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) para aumento

Portal Correio

Os índices previstos pela Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) para aumento nas mensalidades dos planos de saúde podem gerar impacto financeiro de até 30% no bolso do consumidor. O reajuste referente ao ano passado pode ser dividido em até 12 parcelas e pode começar a ser cobrado a partir deste mês, junto com a mensalidade normal.

“Os planos de saúde podem ter reajustes em três situações: a primeira se refere ao aumento anual ordinário, a segunda é referente ao reajuste que não ocorreu em 2020 (adiado pela ANS devido à pandemia do coronavírus – entre setembro e dezembro de 2020) e a terceira se refere à mudança de faixa etária”, explica o secretário do Procon-JP, Rougger Guerra.

Ele chama a atenção do consumidor para as nuances dos aumentos. “O usuário deve considerar se o plano é coletivo ou individual e ficar atento para verificar em que situação se enquadra. Aconselho que, na dúvida, procure imediatamente o Procon-JP para ter certeza do quanto vai ter que arcar este ano com o plano de saúde”, destaca.

De acordo com Rougger Guerra, os planos terão a obrigação de informar ao usuário o valor da mensalidade, além do valor da parcela referente ao aumento retroativo a 2020 e a quantidade de meses que estão em aberto.

“O consumidor do plano coletivo deve entender, ainda, que os aumentos na mensalidade também são impactados pelo indicador que mede o gasto anual dos planos de saúde com seus clientes com cada procedimento médico realizado no ano anterior, que é chamado de índice de sinistralidade. Ou seja, há o índice baseado na inflação oficial do ano anterior e mais o índice de sinistralidade”.

O secretário do Procon-JP alerta: “O ano de 2020 foi atípico, devido à pandemia do coronavírus, e houve queda nos procedimentos médicos usuais. Por exemplo, muita gente deixou de fazer o check up que costumava fazer, portanto, houve redução no índice de sinistralidade e em alguns casos, o consumidor pode até questionar o reajuste para 2021. Por isso, aconselho que, na dúvida quanto ao valor cobrado por parte dos planos, acione o Procon-JP imediatamente para evitar possíveis abusividades”.

Atendimentos do Procon-JP na Capital Telefone para agendamento no SAC: 83 3218-5720 Telefone para orientação: 0800 083 2015 Email: procon@joãopessoa.pb.gov.br

Últimas