Saiba como reduzir consumo e evitar aumentos na conta de energia

O isolamento social em prevenção ao coronavírus mudou hábitos de muitas famílias.

O isolamento social em prevenção ao coronavírus mudou hábitos de muitas famílias. Com mais tempo em casa, a tendência é que as pessoas aumentem o consumo de energia elétrica, elevando, assim, as despesas mensais. Esse cenário é prejudicial tanto para os consumidores quanto para o meio ambiente. A Energisa recomenda que os clientes mantenham suas contas dentro do valor que costumavam pagar antes da pandemia.

De acordo com a concessionária de energia elétrica, o momento é de ficar atento e aprender a economizar. Muito se fala sobre o esgotamento dos recursos naturais, mas o assunto ainda não é tratado pela grande maioria das pessoas com a seriedade que ele exige.

“Esta é a hora para colocar em prática ações como trocar lâmpadas fluorescentes por de LED; retirar aparelhos da tomada quando não estiverem sendo usados em vez de deixá-los em modo stand-by; evitar abrir a geladeira constantemente; juntar muitas roupas para ligar o ferro de passar; usar a máquina de lavar na função lavagem rápida; utilizar o ar-condicionado na temperatura 23º e programá-lo para desligar depois de um tempo; e ligar o chuveiro elétrico na função verão”, indica a Energisa.

Além disso, a Energisa orienta que mudanças de comportamento e atitudes simples também podem fazer a diferença. Confira as dicas:

Abrir as cortinas e deixar a luz do sol entrar deixa os ambientes mais arejados e evita que lâmpadas sejam acesas sem necessidade, durante o dia; Manter ventiladores e filtros de ar-condicionado higienizados. Além de prevenir doenças respiratórias, essa prática garante que os aparelhos funcionem com mais eficiência; Quando for abrir a geladeira, escolha o que será retirado antes, diminuindo o tempo da porta aberta. Não é recomendável colocar roupas e sapatos para secar na parte de trás das geladeiras, pois a prática sobrecarrega o motor e aumenta o consumo para manter a temperatura interna; Na cozinha, priorize sempre o uso do forno a gás, ao invés do micro-ondas e do forno elétrico; Vigiar os aparelhos de celular e notebooks enquanto recarregam a bateria também é fundamental para não deixar os equipamentos na tomada mais tempo do que o necessário; Quanto ao computador, nas pequenas pausas desligue o monitor, pois ele é responsável por cerca de 70% do consumo de energia do equipamento; Fique atento para não manter dois equipamentos ligados se realmente não os estiver utilizando ao mesmo tempo, como, por exemplo, o computador e a televisão.