Cidades Seleções brasileiras de skate iniciam período de treinos nos EUA

Seleções brasileiras de skate iniciam período de treinos nos EUA

As seleções brasileiras de skate street e park estão na Califórnia (Estados Unidos) para uma fase de treinamentos. O grupo iniciou as atividades em território norte-americano na última segunda-feira (26) e lá permanece até 23 de maio. A partir do próximo dia 17, a delegação participa do Dew Tour, evento na cidade de Des Moines, […]

Portal Correio
Portal Correio

Portal Correio

Portal Correio
Foto: Imagem ilustrativa/Anrita1705 por Pixabay

As seleções brasileiras de skate street e park estão na Califórnia (Estados Unidos) para uma fase de treinamentos. O grupo iniciou as atividades em território norte-americano na última segunda-feira (26) e lá permanece até 23 de maio. A partir do próximo dia 17, a delegação participa do Dew Tour, evento na cidade de Des Moines, que vale pontos para o ranking que define os classificados à Olimpíada de Tóquio (Japão).

Portal Correio

Portal Correio

Portal Correio
Portal Correio

Portal Correio

Portal Correio

“Promovemos encontros da seleção no CT do Time Brasil, no Rio de Janeiro. No ano passado, realizamos com sucesso uma semana de treinamento com a seleção feminina de park em Atibaia (SP). Mas uma missão como essa, na Califórnia, envolvendo as duas modalidades e com um período maior de foco na preparação, será a primeira vez. Com certeza, um grande desafio e, ao mesmo tempo, um ganho esportivo muito grande para o skate brasileiro”, disse Eduardo Musa, presidente da Confederação Brasileira de Skate (CBSk), em nota divulgada pela entidade.

Após o torneio, a equipe de street (praticado em obstáculos de rua, como escadarias ou corrimões) viaja para Roma (Itália), onde disputa o Mundial do estilo entre 31 de maio e 6 de junho. O time feminino é formado por Pâmela Rosa (líder do ranking da World Skate, a federação internacional da modalidade), Rayssa Leal (2ª colocada), Leticia Bufoni (4ª), Gabriela Mazetto (8ª), Virginia Fortes Aguas (10ª) e Isabelly Ávila (16ª). Já o masculino é composto por Kelvin Hoefler (5º do mundo), Giovanni Vianna (15º), Carlos Ribeiro (16º), Lucas Rabelo (19º) e Felipe Gustavo (21º).

A delegação de park (modalidade em que a pista tem formato similar à de uma piscina, com paredes e elementos de rua) reúne, entre os homens, Luiz Francisco (2º do ranking mundial), Pedro Barros (4º), Pedro Quintas (6º), Murilo Peres (15º), Mateus Hiroshi (16º) e Héricles Fagundes (27º). O grupo feminino nos EUA, por sua vez, conta com Dora Varella (6ª), Isadora Pacheco (10ª), Yndiara Asp (13ª), Victoria Bassi (21ª) e Leticia Gonçalves (24ª).

Cada país pode levar até 12 atletas aos Jogos de Tóquio, sendo seis (três homens e três mulheres) por estilo, que estejam no top-20 mundial. No street, o Brasil possui, atualmente, 18 skatistas neste cenário: nove mulheres (seis no park e três no street) e nove homens (quatro no park e cinco no street).

“Entendemos que estamos criando as melhores oportunidades possíveis aos nossos skatistas e acreditamos no potencial deles para a conquista das 12 vagas olímpicas”, finalizou Musa.

Segundo a CBSk, a programação dos treinos envolve treinos físicos e técnicos e sessões de recuperação. Os atletas e os integrantes da comissão técnica serão submetidos a testes periódicos para detecção do novo coronavírus, conforme protocolo estabelecido pelo departamento médico da entidade.

Últimas