Cidades SES-PB pede que Municípios apurem se foram usadas vacinas contra Covid-19 vencidas

SES-PB pede que Municípios apurem se foram usadas vacinas contra Covid-19 vencidas

Mais de 250 doses de vacina contra Covid-19 supostamente vencidas teriam sido aplicadas em 61 cidades da Paraíba. A apuração é da Folha de São Paulo, em reportagem publicada nesta sexta-feira (2). Após a repercussão, a Secretaria de Estado da Saúde (SES-PB) divulgou uma nota pedindo que os Municípios verifiquem se houve erro no registro […]

Portal Correio
Lei

Lei

Portal Correio
Foto: Imagem ilustrativa/Rovena RosaAgência Brasil

Mais de 250 doses de vacina contra Covid-19 supostamente vencidas teriam sido aplicadas em 61 cidades da Paraíba. A apuração é da Folha de São Paulo, em reportagem publicada nesta sexta-feira (2).

Após a repercussão, a Secretaria de Estado da Saúde (SES-PB) divulgou uma nota pedindo que os Municípios verifiquem se houve erro no registro dessas vacinas ou se elas não teriam sido aplicadas em tempo oportuno.

Segundo a Folha, 26 mil doses da AstraZeneca vencidas teriam sido aplicadas em mais de 1,5 mil cidades do Brasil. A reportagem é baseada na análise de dados do sistema de informação da imunização do Ministério da Saúde.

Conforme a SES, todas as doses são entregues aos Municípios em até 24 horas após o recebimento e os gestores municipais são integralmente responsáveis por armazenamento, aplicação e informação aos sistemas de notificação do Ministério da Saúde. “As orientações tecnicas às equipes de vacinação ocorrem frequentemente”, finalizou a SES.

A apuração da Folha traz que a cidade de Alagoa Grande, no Agreste da Paraíba, seria a que mais teria aplicado vacina vencida, com 72 doses. João Pessoa, Campina Grande e Patos aparecem na lista, mas com quantidades menores.

A SES disse ao Portal Correio que os Municípios devem investigar cada caso e orientar sobre o que deverá ser feito se for confirmado que houve aplicação de doses vencidas. Até o fechamento desta matéria, nenhuma secretaria municipal de saúde na Paraíba tinha se posicionado sobre o assunto.

Veja aqui a reportagem da Folha e consulte a situação por cidade

Últimas