Cidades SES pede que população fique atenta à vacinação e à segunda dose

SES pede que população fique atenta à vacinação e à segunda dose

A Secretaria Estadual de Saúde chama atenção da população para a importância da imunização dos públicos alvo e os cuidados ao tomar a vacina, que necessita de um esquema de duas doses para garantir a imunidade. Já podem ser vacinados os idosos acima de 70 anos, profissionais de saúde da linha de frente do combate […]

Portal Correio
Vacina

Vacina

Portal Correio
Foto: Divulgação/Secom-PB

A Secretaria Estadual de Saúde chama atenção da população para a importância da imunização dos públicos alvo e os cuidados ao tomar a vacina, que necessita de um esquema de duas doses para garantir a imunidade. Já podem ser vacinados os idosos acima de 70 anos, profissionais de saúde da linha de frente do combate ao coronavírus, população indígena e idosos e pessoas com deficiência vivendo em instituições.

Veja mais sobre a vacinação na Paraíba

De acordo com o secretário executivo de gestão da Rede de Unidades de Saúde da SES, Daniel Beltrammi, para quem tomou a Coronavac, produzida pelo Instituto Butantã, os 60 dias, após a primeira dose, é uma data muito importante. “É quando atinge a imunidade prometida pela vacina. Já a vacina Astrazeneca, fabricada pela Fiocruz, por ter um período mais longo (104 dias), precisa de 14 dias, após a segunda dose, para que ocorra a máxima proteção”, explicou. 
 
No entanto, o secretário esclarece que, mesmo estando vacinada e tendo atingido a máxima proteção, a população precisa continuar usando máscara. “Antes e depois da vacinação, use máscara. Pois, mesmo vacinado, você pode levar o vírus para quem não se vacinou ainda. Nesse momento, nada é mais decisivo para a vida. Proteja-se porque assim você protege toda a Paraíba”, apelou.
 
Dr. Daniel destacou ainda que a expectativa é que consiga alcançar 1,3 milhão de pessoas vacinadas que compõem os principais grupos de risco, ainda nesse primeiro semestre, segundo estimativas de chegada de dose do Ministério da Saúde. “É muito importante compreender que, se no dia da vacina a pessoa tiver sintomas, como dor de garganta, febre, dor de cabeça, perda de olfato e paladar e fraqueza, não pode se vacinar. Só 30 dias após os sintomas. Não se preocupe que a sua dose será garantida e avise para os profissionais de saúde porque assim que você se recuperar poderá ser vacinado”, disse.
 
Segundo o Consórcio de veículos de imprensa, a Paraíba vacinou pouco mais de 5,3% de sua população. São 271.097 doses aplicadas desde 19 de janeiro, quando iniciou a campanha de vacinação contra Covid-19 na Paraíba. Até o momento, o Governo já distribuiu 388.398 mil doses para todos os 223 municípios.

Últimas