Cidades SES registra média de 68 internações diárias por Covid-19 em março

SES registra média de 68 internações diárias por Covid-19 em março

O Centro Estadual de Regulação Hospitalar para Covid-19 (CERH), que completou um ano de funcionamento nesta terça-feira (23), registrou média diária de 68 internações em consequência da doença na Paraíba. O número foi 119,3% superior ao mês anterior (fevereiro), que teve média de 31 internações diárias. Segundo a gerente executiva de Regulação e Avaliação da Assistência […]

Portal Correio
Hospital

Hospital

Portal Correio
(Foto: Divulgação/Secom-PB)

O Centro Estadual de Regulação Hospitalar para Covid-19 (CERH), que completou um ano de funcionamento nesta terça-feira (23), registrou média diária de 68 internações em consequência da doença na Paraíba. O número foi 119,3% superior ao mês anterior (fevereiro), que teve média de 31 internações diárias.

Segundo a gerente executiva de Regulação e Avaliação da Assistência da Secretaria de Estado da Saúde (SES), Carolina Lucena, os meses de maio e junho de 2020 – os mais críticos até então, foram os de maior demanda de internação hospitalar, com média de 45 e 35 internações/dia respectivamente. 

Carolina afirma que a Paraíba está em um momento crítico, mas que ainda não pode ser caracterizado como colapso da rede hospitalar. “Existe uma fila, mas esses pacientes que estão aguardando ainda estão sendo atendidos em unidades que têm suporte de oxigênio e estrutura para ser assistido. Ele só não está em um hospital de referência. O processo de colapso se dá quando as UPAs não conseguem mais receber pacientes, por não ter capacidade, quando o Samu fica com macas retidas e quando o paciente está em casa sem ter para onde ir”, observa. 

Gerenciamento de leitos

O secretário executivo de Saúde da Paraíba, Daniel Beltrammi, reforça a importância da CERH para Covid-19 e afirma que, hoje, a gestão sabe quem está precisando de leitos. “O Centro salva porque entrega, em tempo oportuno, a vaga que o paciente precisa para começar a ser cuidado e isso é decisivo. Se não tem uma área de inteligência em saúde como essa, a gente perde vidas, a gente perde a autonomia, a capacidade, as pessoas se prejudicam. Nós não vamos descansar nem um minuto. Seria uma tragédia se o Centro Estadual de Regulação Hospitalar não tivesse funcionando”, pontua. 

O Centro Estadual de Regulação Hospitalar para o Covid-19 funciona em contato direto com os municípios, para habilitar a internação de pacientes com síndrome gripal, com necessidade de tratamento em rede especializada.

Últimas