Cidades STTRANS começa a emitir autorização para instalação de taxímetro em Patos

STTRANS começa a emitir autorização para instalação de taxímetro em Patos

Dando continuidade ao processo de cumprimento do Termo de Ajustamento de Conduta relacionado à implantação do taxímetro no município, a Superintendência de Trânsito e Transportes de Patos, no Sertão, pede que os taxistas adquiram o aparelho e façam a instalação. De acordo com o superintendente Elucinaldo Laurindo, diversos taxistas já estão adquirindo o taxímetro e […]

Portal Correio
Portal Correio

Portal Correio

Portal Correio
Foto: Divulgação/Patos

Dando continuidade ao processo de cumprimento do Termo de Ajustamento de Conduta relacionado à implantação do taxímetro no município, a Superintendência de Trânsito e Transportes de Patos, no Sertão, pede que os taxistas adquiram o aparelho e façam a instalação.

De acordo com o superintendente Elucinaldo Laurindo, diversos taxistas já estão adquirindo o taxímetro e comparecendo ao órgão de trânsito para fazer a regulamentação.

“Os taxistas já estão comprando os equipamentos e procurando a STTRANS para que seja emitido o termo de autorização para que procurem a empresa especializada e o INMEQ para que seja feita a instalação e aferição desses equipamentos”, comentou.

Na manhã dessa quarta-feira (3), 80 termos de autorização foram emitidos para a instalação do taxímetro.

“Então, os taxistas que ainda não adquiriram o taxímetro, procurem a cooperativa, pois ela está à frente desse processo de aquisição dos equipamentos, cada um paga o seu taxímetro, e faz o contato direto com a empresa. Logo após a aquisição do equipamento, o taxista procure a STTRANS para emissão da autorização para realizar a instalação em seu veículo”, orientou Elucinaldo Laurindo.

O superintendente ainda lembrou que a STTRANS precisa informar ao Ministério Público no dia 15 de fevereiro uma relação contendo o nome dos taxistas que já fizeram a instalação do taxímetro em seus veículos.

“Convoco todos os taxistas para que juntos possamos cumprir o TAC e que ninguém seja penalizado”, orientou Elucinaldo.

Últimas