Cidades Suspeito de vender remédio usado em intubados com covid-19 é preso

Suspeito de vender remédio usado em intubados com covid-19 é preso

Balconista de farmácia vendia medicamento proibido por até R$ 3.500 para familiares de pessoas internadas em Roraima

  • Cidades | Do R7

Medicamento vendido ilegalmente em Roraima

Medicamento vendido ilegalmente em Roraima

Divulgação

Um balconista de farmácia foi preso na manhã desta segunda-feira (29), em Roraima, suspeito de vender um medicamento de comercialização restrita para ser usado em pacientes intubados com covid-19.

Segundo a polícia, o remédio chamado Tracur (besilato de atracúrio) está em falta em grande parte da rede hospitalar do Brasil, inclusive em Roraima, onde o homem foi detido.

Para polícia, o balconista disse que por causa da falta do medicamento na rede pública, familiares de pessoas internadas esperando pelo remédio faziam as compras ilegais, pagando até R$ 3.500 por uma caixa com 25 ampolas. Essa quantidade seria o suficiente apenas para dois dias de uso.

A prisão em flagrante aconteceu durante ação da Ficco-RR (Força Integrada de Combate ao Crime Organizado de Roraima), que é um grupo coordenado pela Polícia Federal e composta por policiais militares e civis do Estado, além das secretarias da Justiça e Cidadania e da Segurança Pública de Roraima.

De acordo com a Ficco-RR, os policiais receberam a denúncia sobre o suspeito que comercializaria o Tracur. Conforme as apurações policiais, o suspeito encomendava os medicamentos de Manaus, mesmo sabendo que a venda só poderia ser feita para hospitais.

O homem foi preso pela prática do crime de venda de medicamento com procedência ignorada, e encaminhado ao sistema prisional do Estado, onde fica até a Justiça decidir se ele vai responder o processo cumprindo prisão preventiva ou aguardará o julgamento em liberdade.

Últimas