grevecaminhoes
Cidades Suspeitos de envolvimento na morte de caminhoneiro são presos

Suspeitos de envolvimento na morte de caminhoneiro são presos

Segundo o Corpo de Bombeiros de Rondônia, a pedra atingiu o rosto do caminhoneiro e provocou o afundamento da face. O homem morreu na hora

Caminhoneiro foi atingido por pedra e teve afundamento da face

Caminhoneiro foi atingido por pedra e teve afundamento da face

Reprodução/Facebook

O ministro Raul Jungmann (Segurança Pública) disse que dois homens foram presos por suspeita de envolvimento na morte de um caminhoneiro no interior de Rondônia nesta quarta-feira (30). Jungmann ressaltou que o caso será apurado pela instância estadual.

"O principal suspeito foi preso pela Polícia Federal e neste momento está prestando depoimento. O chefe desse grupo também está detido e prestando depoimento", afirmou, sem especificar qual grupo seria esse.

Leia mais: Caminhão tomba após ser apedrejado

Questionado, Jungmann respondeu que era o "líder do grupo que lá estava", mas que não sabe o nome. O grupo, de acordo com o ministro, estaria impedindo a passagem de caminhoneiros que queriam abandonar a paralisação.

Jungmann disse que a forma como o motorista foi morto, atingido por uma pedra na cabeça enquanto dirigia o caminhão, foi "absolutamente desumana".

O ministro também informou que pediu um levantamento de todas as prisões que foram feitas pelas forças policiais durante a greve, mas que ainda não possui os dados exatos e que serão divulgados para a imprensa nos próximos dias.

Ele disse ainda que há uma operação concentrada no interior de Rondônia, considerada uma das áreas críticas. "Essas áreas críticas estão se reduzindo rapidamente", ponderou.