Cidades Treze protesta contra arbitragem e vai denunciar na CBF

Treze protesta contra arbitragem e vai denunciar na CBF

Mostrando indignação, o presidente do Treze Walter Júnior afirmou que irá denunciar

Portal Correio

Mostrando indignação, o presidente do Treze Walter Júnior afirmou que irá denunciar o árbitro, Paulo Renato Moreira da Silva Coelho, do Rio de Janeiro, na Confederação Brasileira de Futebol (CBF). Segundo o dirigente alvinegro, a arbitragem influenciou diretamente na derrota do Treze para o Santa Cruz-PE, pelo Campeonato Brasileiro da Série C.

O presidente do Treze denunciou ainda que o árbitro é iniciante e não pode ser escalado para comandar uma partida tão importante por uma competição brasileira. Paulo Renato Moreira da Silva Coelho teve como assistentes Diogo Carvalho Silva e Daniel de Oliveira Alves Pereira, também do Rio de Janeiro.

O jogo Santa Cruz-PE 3×2 Treze foi disputado no estádio do Arruda, em Recife, pela segunda rodada do Campeonato Brasileiro da Série C. O Treze fez 1 a 0. O tricolor empatou. O representante de Campina Grande fez 2 a 1. Mas nos últimos cinco minutos, da partida, os pernambucanos viraram o placar.

“O Treze pode ser lesado, por uma arbitragem juvenil. Pois é a primeira vez que esse árbitro comanda um jogo da Série C. O Treze fez investimento para disputar esta competição para sair daqui lesado. Já falei com a presidente da Federação Paraibana de Futebol, Michele Ramalho, e vamos tomar providência”, disse o presidente do Galo, Walter Júnior.

O dirigente alvinegro garante não ter dúvida que os erros cometidos pela arbitragem influenciaram diretamente no resultado da partida. “A gente tem se doado todos os dias e o Treze não pode deixar isso impune. O árbitro marcou um pênalti inexistente e aconteceram três faltas, antes do segundo do Santa Cruz. Isso não pode voltar a se repetir”, destaca o dirigente alvinegro.

*Por: Franco Ferreira

Últimas