Cidades UFPB dará assistência remota para pacientes da Maternidade Frei Damião

UFPB dará assistência remota para pacientes da Maternidade Frei Damião

Pesquisadores da Universidade Federal da Paraíba (UFPB) propõem a prestação de assistência O post UFPB dará assistência remota para pacientes da Maternidade Frei Damião apareceu primeiro em Portal Correio.

Portal Correio

Pesquisadores da Universidade Federal da Paraíba (UFPB) propõem a prestação de assistência materno-infantil remota para pacientes da Maternidade Frei Damião, no bairro de Cruz das Armas, em João Pessoa, devido à pandemia de Covid-19.

A iniciativa tem como foco, principalmente, a saúde de gestantes e de crianças vulneráveis devido ao nascimento prematuro. Participarão do projeto 12 pesquisadores da UFPB e da Universidade Federal de Campina Grande (UFCG), com o auxílio de técnicos.

Leia também:

Laboratório na PB imprime dispositivo para facilitar intubação de pacientes

Entre os objetivos do projeto, estão consultas coletivas, no formato online, para a prevenção da Covid-19, acompanhamento do crescimento e desenvolvimento de lactentes que nasceram prematuros e assistência à mulher no contexto obstétrico. Também será elaborada uma cartilha educativa digital contendo informações sobre saúde da mulher e para prevenção da Covid-19 e estimulação do desenvolvimento neuropsicomotor das crianças vulneráveis.

De acordo com a coordenadora da iniciativa, professora Altamira Reichert, a pesquisa é relevante por trazer uma proposta de consulta remota a um grupo de vulnerabilidade, nos contextos da saúde e social, tendo em vista o nascimento prematuro das crianças. Várias delas apresentam sequelas e não estão sendo acompanhadas devido à suspensão das consultas em função da Covid-19.

A proposta também prevê a prestação de assistência à distância às mães. O Ministério da Saúde inseriu gestantes de baixo e alto risco e puérperas no grupo de risco de desenvolver Síndrome Respiratória Aguda Grave decorrente da Covid-19. Porém, o acompanhamento em saúde a esse grupo também foi suspenso em decorrência da pandemia e do isolamento social.

“Faremos grupos com consulta remota concomitante, tipo videoconferência. A ideia é intervir em casos identificados como de risco e que necessitem de encaminhamento para especialistas”, concluiu a Altamira. A coordenadora acredita que esse modelo de cuidado em saúde poderá se perpetuar para além da pandemia do novo coronavírus.

O post UFPB dará assistência remota para pacientes da Maternidade Frei Damião apareceu primeiro em Portal Correio.

Últimas