UFPB reúne 24 pesquisas promissoras sobre o novo coronavírus

A Universidade Federal da Paraíba (UFPB) soma 24 pesquisas em andamento, sobre O post UFPB reúne 24 pesquisas promissoras sobre o novo coronavírus apareceu primeiro em Portal Correio.

A Universidade Federal da Paraíba (UFPB) soma 24 pesquisas em andamento, sobre o novo coronavírus (Covid-19). No país, de acordo com levantamento da Associação Nacional dos Dirigentes das Instituições Federais de Ensino Superior (Andifes) acerca das atividades emergenciais realizadas por universidades e institutos federais no combate à pandemia, são computadas 823.

Esses e outros dados foram divulgados durante coletiva de imprensa da entidade na segunda-feira (11), por meio de videoconferência. Das 67 Instituições Federais de Ensino Superior (Ifes) brasileiras, 46 responderam à consulta da Andifes, o que representa 68.66% do total.

O presidente da Andifes e reitor da Universidade Federal da Bahia (UFBA), João Carlos Silva, afirma que os números demonstram que as universidades estão atuando com seriedade no combate à pandemia, dando respostas robustas e significativas, apesar da defasagem orçamentária.

Saiba mais sobre o novo coronavírus na cobertura do Portal Correio: Veja aqui as últimas notícias sobre o novo coronavírus Acompanhe gráficos e curva de contágio do coronavírus na PB Acompanhe aqui a situação dos leitos no estado Doações ajudam afetados pela pandemia; saiba como colaborar Saiba como se proteger e onde ter atendimento para coronavírus Coronavírus: Especialista orienta sobre uso de máscaras caseiras

“As universidades públicas, assim como o Sistema Único de Saúde (SUS), têm oferecido as respostas mais eficazes nesse momento. Evidentemente estão dando respostas com as condições que têm. Estamos sofrendo uma defasagem orçamentária que, se não houvesse, permitiria soluções mais vigorosas”, disse.

Dentre as ações de combate ao novo coronavírus, a UFPB contribui, por exemplo, com a testagem de amostras por meio de dois laboratórios – Laboratório de Biologia Molecular no Centro de Ciências Médicas e o Laboratório da Escola Técnica de Saúde. De acordo com o presidente da Comissão de Enfrentamento ao coronavírus na UFPB, Eduardo Sérgio, um terceiro tem previsão para ficar pronto em 15 dias, que é o Laboratório de Endemias do Núcleo de Medicina Tropical.

Somando todas as uA Universidade Federal da Paraíba (UFPB) soma 24 pesquisas em andamento, sobre o novo coronavírus (Covid-19). No país, de acordo com levantamento da Associação Nacional dos Dirigentes das Instituições Federais de Ensino Superior (Andifes) acerca das atividades emergenciais realizadas por universidades e institutos federais no combate à pandemia, são computadas 823.niversidades que responderam à consulta, a Andifes calcula 53 ações de testagem do coronavírus no país. O número de testes diários estimado é de 2,6 mil, e de testes realizados, 55 mil.

Quanto aos leitos nos hospitais universitários, as 46 instituições que responderam à Andifes disponibilizam 489 de UTI e 2.228 de enfermaria. O total inclui leitos próprios e viabilizados em parcerias para a construção e a operacionalização de hospitais de campanha. Na Paraíba, o Hospital Universitário Lauro Wanderley disponibiliza 14 leitos de UTI e seis de enfermaria, destinados a pacientes com Covid-19.

Conforme os dados gerais da Andifes, existem 96 ações de produção de álcool e produtos sanitizantes. Os quantitativos informados pelas Ifes dão conta de que foram produzidos 992.828 litros de álcool em gel e 912 mil litros de álcool líquido. Na UFPB, foram registradas sete ações de produção de álcool em gel para doação a hospitais, unidades básicas de saúde, profissionais de saúde em geral, prefeituras, entidades filantrópicas, unidades de segurança pública, estudantes de residências universitárias, funcionários terceirizados da universidade e associações comunitárias.

Quanto à produção de equipamentos de proteção individual (EPIs), a Andifes contabiliza 104 ações ao todo. O balanço parcial mostra que, até agora, foram produzidos 162.964 protetores faciais, 85.514 máscaras de pano, 20.200 unidades diversas, 6 mil aventais e 2 mil capuzes. Somente o Laboratório de Fabricação Digital (FabLab) já produziu 2.360 protetores faciais.

Na UFPB, conforme informado à Andifes, são registradas três ações de produção de EPIs, nove campanhas educativas, 13 ações de solidariedade desenvolvidas junto à comunidade, seis parcerias com o governo municipal e quatro com o governo estadual, além de 21 outras ações expressivas que não se enquadram nas categorias da consulta da Andifes.

Na avaliação do dirigente da Andifes, João Carlos Silva, todas as universidades em todas as regiões do país têm feito grande esforço. “Estamos, na medida dos nossos esforços, das nossas condições, dando grande contribuição, com pesquisadores, participando de ações as mais diversas”, comentou o presidente.

O post UFPB reúne 24 pesquisas promissoras sobre o novo coronavírus apareceu primeiro em Portal Correio.