Cidades Unipê realiza ações de combate à pandemia da Covid-19

Unipê realiza ações de combate à pandemia da Covid-19

Quando a OMS decretou pandemia da Covid-19 em março de 2020, o Unipê tomou uma atitude imediata ao instituir a Comissão Interna para Acompanhamento da Covid-19 (CIAC). Desde lá, ela atua na construção de documentos educativos e normativos, e ainda organiza atividades para atender as medidas de biossegurança e os requisitos legais propostos pelas autoridades […]

Portal Correio
Portal Correio

Portal Correio

Portal Correio

Quando a OMS decretou pandemia da Covid-19 em março de 2020, o Unipê tomou uma atitude imediata ao instituir a Comissão Interna para Acompanhamento da Covid-19 (CIAC). Desde lá, ela atua na construção de documentos educativos e normativos, e ainda organiza atividades para atender as medidas de biossegurança e os requisitos legais propostos pelas autoridades sanitárias locais. Tudo para preservar a saúde de sua comunidade.

Mas não é só isso: o Unipê continuou envolvido em ações de combate à pandemia do coronavírus na região com doação de EPIs e empréstimo de diversos equipamentos às unidades de referência no atendimento a pacientes com Covid-19. Outra ação é o UnipêTV em Casa, disponível na TV aberta aos sábados, que tem promovido desde 2020 uma série de entrevistas com orientações e dicas para a população. Além disso, o projeto Cartas de Gratidão distribuiu cartas de agradecimento ao empenho dos profissionais de saúde.

“Atualmente, mantendo-se empenhado no combate à Covid-19, disponibilizou o estacionamento do campus para atuar como posto de vacinação, colaborando com o Plano de Imunização do Município de João Pessoa”, aponta a aponta a Reitora do Unipê, Profa. Dra. Mariana de Brito.

“Com a liberação municipal para realização de atendimentos administrativos presenciais e realização de atividades práticas da área da saúde, o Unipê, por meio da CIAC, realizou e ainda realiza treinamentos remotos de Boas Práticas em tempos de Covid-19, treinamento de Paramentação e Desparamentação aos alunos da área da saúde e Treinamentos de Simulação em pequenos grupos aos colaboradores e terceirizados que atuam no campus, in loco”, reforça a Reitora, lembrando da divulgação de materiais de preparo ao retorno às atividades presenciais.

Reabertura do campus

Para as clínicas-escolas e laboratórios voltarem a funcionar, houve uma adequação dos protocolos para cumprimento das medidas de biossegurança, conforme as orientações legais. E com o início da reabertura do campus, o Unipê instituiu ações para realizar uma triagem das pessoas que o acessavam fisicamente. E iniciou, em agosto de 2020, o Controle Sanitário e Epidemiológico do Campus, por meio de Barreira Sanitária.

Essa barreira, composta por uma equipe de controle sanitário do curso de Enfermagem, busca, entre outros: abordar as pessoas que acessam o campus com verificação de temperatura, sendo permitida a entrada apenas de quem apresenta temperatura inferior a 37,5 °C; aplicar um questionário para obter dados necessários para o controle epidemiológico.

“As informações coletadas permitem a emissão pública de Boletim Epidemiológico Semanal, cuja finalidade é coletar dados, ofertar orientações e adquirir conhecimento para produzir tecnologias capazes de promover a saúde individual por meio de medidas de alcance coletivo e que fica disponível à comunidade acadêmica”, explica Mariana.

E há um processo de acompanhamento e suporte por teleatendimento para os estudantes que porventura apresentem sintomas sugestivos da Covid-19, casos confirmados ou contato com casos confirmados, denominado Monitora COVID – UNIPÊ: um acompanhamento remoto para orientar sobre os cuidados de saúde e o afastamento das atividades presenciais, quando necessário, por até 14 dias.

“Em maio de 2021, com a nova flexibilização para realizar atividades práticas, ampliamos a equipe de barreira sanitária para uma equipe de inspeção sanitária que executa ações pelas áreas externas do campus, como educação em saúde com orientações sobre normas e condutas de prevenção da doença. E ainda um acompanhamento e monitoramento do cumprimento das normas de biossegurança pelos setores, colaboradores e visitantes. Com essas atividades, geramos um informe epidemiológico quinzenal que subsidia o planejamento, as adequações e/ou a manutenção das medidas de biossegurança na IES direcionadas pela CIAC”, diz Mariana.

Por fim, para manter a comunidade acadêmica sempre atualizada, são realizados webinares ou esclarecimentos sobre o Plano de Vacinação contra a Covid-19 na Paraíba. E institui-se um Comitê Nacional de Biossegurança pela Cruzeiro do Sul Educacional para monitorar as condições epidemiológica e sanitárias nas localidades onde hajam Instituições do grupo, enquanto perdurar a pandemia relativa a Covid-19.

Conheça aqui o Plano de Contingência, Guia Prático de Convivência no Campus e Plano de Retomada Institucional.

Últimas