Cidades UTI Neonatal do Isea é desinterditada eticamente pelo CRM-PB

UTI Neonatal do Isea é desinterditada eticamente pelo CRM-PB

O Conselho Regional de Medicina da Paraíba (CRM-PB) desinterditou eticamente os médicos

Portal Correio

O Conselho Regional de Medicina da Paraíba (CRM-PB) desinterditou eticamente os médicos que trabalham na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) Neonatal do Instituto de Saúde Elpídio de Almeida (Isea), em Campina Grande. A unidade do hospital estava interditada desde o dia 18 de novembro, após o Departamento de Fiscalização do CRM-PB constatar um surto de infecção bacteriana de alta resistência que teria ocasionado o óbito de três bebês, em 24 horas.

Conforme nova fiscalização realizada na manhã desta terça-feira (1º) no Isea, o CRM-PB observou que houve a desinfecção da unidade e que, portanto, poderia ser desinterditada e voltar a receber pacientes. A desinterdição acontece a partir da zero hora desta quarta-feira (2).

“O problema da infecção bacteriana foi resolvido, por isso fizemos a desinterdição. Mas, infelizmente, o hospital ainda sofre com superlotação constante, problemas estruturais e sobrecarga de trabalho para os profissionais de saúde”, afirmou o diretor de fiscalização do CRM-PB, João Alberto Pessoa.

Últimas