Cidades Vereador no Pará é preso suspeito de atropelar e matar criança

Vereador no Pará é preso suspeito de atropelar e matar criança

Menina de 6 anos e o pai foram atingidos pelo carro de Mirandinha, de Castanhal, segundo as investigações. Homem permanece internado

  • Cidades | Do R7, com informações da Record TV

Vereador foi preso por atropelamento no Pará

Vereador foi preso por atropelamento no Pará

Divulgação / Câmara de Castanhal

O vereador de Castanhal, José Janildo Sousa do Nascimento (Solidariedade), conhecido como Mirandinha, foi preso suspeito de ter atropelado duas pessoas na tarde de domingo (9), na Vila Curi, no município de Igarapé-Açu. Uma criança de 6 anos morreu no acidente. 

Leia mais: Protesto em SP homenageia jovem morto por policiais

Ele foi preso no fim da tarde desta segunda-feira (10). De acordo com a polícia, Mirandinha foi localizado na Vila São Luiz, em uma comunidade na zona rural de Igarapé-Açu.

De acordo com as investigações, as vítimas do atropelamento são pai e filha. A garotinha não resistiu aos ferimentos. Já o homem está internado em estado grave e precisou ser transferido de hospital.

Veja também: Ex-segurança 'herói' de boate Kiss tenta retomar a vida em São Paulo

Segundo testemunhas ouvidas pela polícia, o vereador estaria dirigindo sob efeito de álcool e não prestou socorro às vítimas. Ainda nesta segunda-feira (10), a justiça determinou a prisão de Mirandinha, que passou a ser procurado.

Menina foi atropelada e morreu

Menina foi atropelada e morreu

Reprodução / Record TV

No início da tarde de domingo, antes do atropelamento, o vereador usou as redes sociais para postar fotos com o filho em menção ao Dia dos Pais. "Agradeço a Deus todos os dias pelo dom de ser pai em especial de um filho maravilhoso", publicou.

Leia ainda: "Ele cuspiu e falou que eu era macaco", diz motoboy de Valinhos

Mirandinha pode responder por homicídio e lesão corporal e já foi encaminhado à prisão.

Em nota, a Câmara Municipal de Castanhal lamentou o acidente, prestou solidariedade à família da vítima e afirmou que vai acompanhar as investigações e tomar as medidas cabíveis.

Últimas