Coronavírus: casos suspeitos deverão registrar 2 sintomas e histórico de viagem

O Ministério da Saúde destacou nesta sexta-feira, 28, que os casos suspeitos do novo coronavírus só passarão a ser classificados dessa forma se a pessoa monitorada tiver febre, um sintoma a mais (como tosse e dificuldade respiratória) e viajado para um dos 16 países em alerta nos últimos 14 dias.

O Brasil tem 182 casos suspeitos, de acordo com os números divulgados nesta sexta-feira, 28. Do total, 180 amostras são processadas em laboratórios para investigação de vírus respiratórios comuns, primeira fase da pesquisa.

Outros dois já tiveram resultado negativo para agentes infecciosos comuns e estão na segunda etapa - foram encaminhados para análise específica sobre o coronavírus.