Notícias Covax avança, mas quadro no acesso a vacinas ainda é inaceitável, diz OMS

Covax avança, mas quadro no acesso a vacinas ainda é inaceitável, diz OMS

Agência Estado

A Organização Mundial de Saúde (OMS) destaca em comunicado que a iniciativa multilateral Covax, que tem o objetivo de garantir acesso global a vacinas contra a covid-19, já conseguiu "progresso significativo". A entidade lamenta, porém, que o quadro global de acesso aos imunizantes seja ainda "inaceitável", com apenas 20% das pessoas em países de renda baixa e média tendo recebido a primeira dose, quando nos países de renda mais alta esse índice está em cerca de 80%.

A Covax já levantou mais de US$ 10 bilhões e tem acordos legais por 4,5 bilhões de doses. Já foram entregues 240 milhões de doses, em 139 países, no período de seis meses, aponta a OMS.

A entidade lamenta que a iniciativa não possa avançar mais por questões como veto a exportações, a prioridade a acordos bilaterais por fabricantes e países, desafios para aumentar a oferta em alguns produtores importantes, bem como atrasos na aprovação regulatória.

A Covax espera ter acesso a 1,425 bilhão de doses de vacinas em 2021, caso não ocorra ação urgente para aumentar isso, diz o comunicado da OMS. Dessas doses, 1,2 bilhão são para países de renda baixa. Mas isso é suficiente para proteger apenas 20% da população, ou 40% dos adultos, nesses países mais pobres que fecharam acordo na iniciativa, destaca a organização.

A OMS quer expandir e acelerar doações de doses de países já avançados em suas vacinações e destaca que, em uma pandemia, "ninguém está seguro até que todos estejam seguros", ressaltando o impacto na vida das pessoas e também na recuperação econômica da vacinação lenta.

Últimas