Conheça 8 mitos e verdades sobre a dengue

Fundação Oswaldo Cruz e outras instituições ajudam a desvendar alguns mistérios que cercam a doença

Informação faz a diferença na luta contra a dengue

Informação faz a diferença na luta contra a dengue

Pixabay

O período de incubação da dengue varia entre 2 e 10 dias (VERDADE)

Quando o assunto é dengue, não faltam mitos e verdades sobre a doença e toda a informação faz a diferença para evitar e combater o problema.

Animais de estimação correm risco de contrair a dengue (MITO)

Embora os pets não estejam livres da picada do mosquito e nem de problemas de saúde trazidos por ele, vale reforçar que o Aedes aegypti só transmite dengue, chikungunya ou zika vírus para humanos.

O período de incubação da dengue varia entre 2 e 10 dias (VERDADE)


Sim, sendo a média do período entre 5 e 6 dias.

Apenas a fêmea do mosquito pica (VERDADE)

Isso acontece porque ela precisa de sangue em seu organismo para amadurecer seus ovos e dar sequência no seu ciclo de vida. Vale lembrar que a fêmea pode colocar até 1.500 ovos durante o seu tempo de vida, que varia entre 30 e 45 dias.

Complexo B ajuda na prevenção da dengue (MITO)

Tomar vitamina B para espantar o mosquito não é uma medida eficaz, já que isso pode variar com o metabolismo da pessoa e dessa forma não repelir o mosquito.

É possível diferenciar a picada do Aedes aegypti e de um mosquito comum (MITO)

A sensação de coceira ou incômodo do Aedes aegypti é semelhante a de um mosquito comum.

O Aedes aegypti se reproduz mais rápido no verão (VERDADE)

No verão temos mais chuvas, o que aumenta a oferta de criadouros onde a fêmea pode deixar seus ovos. Além disso, altas temperaturas aceleram o desenvolvimento do mosquito. Porém, nunca é demais lembrar que é preciso desenvolver medidas permanentes para controle do mosquito durante o ano inteiro.

Hidratação é importante no tratamento da dengue (VERDADE)

Manter o corpo hidratado com a ingestão de líquidos é essencial para a recuperação.

Fontes: 
Aedes e Dengue: vírus e vetor, 2019. Instituto Oswaldo Cruz (IOC), 2019. Disponível em: http://www.ioc.fiocruz.br/dengue/textos/aedesvetoredoenca.html. Acesso em 05/08/2019.

Curiosidades Mitos e Verdades. Secretaria da Saúde do Paraná, 2019. Disponível em: http://www.dengue.pr.gov.br/modules/conteudo/conteudo.php?conteudo=8. Acesso em 20/10/2019.

Dengue. Fundação Oswaldo Cruz, 2019. Disponível em: https://agencia.fiocruz.br/dengue-0. Acesso em 05/08/2019.

Dengue. Instituto René Rachou Fiocruz Minas, 2019. Disponível em: http://www.cpqrr.fiocruz.br/pg/dengue/. Acesso em 05/08/2019.

Dengue em animais: eles estão imunes? Vet Quality, 2016. Disponível em  https://www.vetquality.com.br/dengue-em-animais-eles-estao-imunes/. Acesso em 05/08/2019.

Dengue Vírus e Vetor. Instituto Oswaldo Cruz (IOC), 2019. Disponível em: http://www.ioc.fiocruz.br/dengue/textos/sobreovirus.html. Acesso em 05/08/2019.

Mitos e Verdades. Governo do Estado do Espírito Santo, 2019. Disponível em: https://mosquito.saude.es.gov.br/mitos-e-verdades. Acesso em 19 de outubro de 2019.

MORAES, Denise. Verdades e Mentiras sobre a dengue. FioCruz, 2019. Disponível em http://www.invivo.fiocruz.br/cgi/cgilua.exe/sys/start.htm?infoid=969&sid=8. Acesso em 05/08/2019.

Verão é tempo de aumentar os cuidados contra o mosquito Aedes aegypti. Governo do Estado do Espírito Santo, 2017. Disponível em:
https://mosquito.saude.es.gov.br/Not%C3%ADcia/verao-e-tempo-de-aumentar-os-cuidados-contra-o-mosquito-aedes-aegypti. Acesso em 05/08/2019.

Vetor. Instituto Oswaldo Cruz (IOC), 2019. Disponível em:
http://www.ioc.fiocruz.br/dengue/textos/oportunista.html. Acesso em 27 de setembro de 2019.