Agente socioeducativo é alvo de quatro tiros em Samambaia

Vítima já trabalhou como monitor no antigo Caje

O agente socioeducativo Farlle Guimarães foi baleado na tarde do último sábado (11) na quadra 510 de Samambaia, região administrativa do DF. O crime aconteceu após uma visita que ele fazia a  mãe por volta das 15h. Um grupo de adolescentes teria seguido o agente e o cercado antes de dispararem quatro vezes contra ele. Dois tiros atingiram o peito do agente.

Um policial militar que estava à paisana encontrou o agente sagrando com as mãos no peito pedindo socorro. O policial o socorreu e o levou para o HRT (Hospital Regional de Taguatinga), onde passou por cirurgia.

A vítima já tinha trabalhado no antigo Caje (Centro de Atendimento Juvenil Especializado). Atualmente ele atuava no Nai (Núcleo de Atendimento Integrado). De acordo com um colega do agente e membro do Sindicato dos Atendentes de Reintegração Social, Farlle Guimarães passou por cirurgia e não corre risco de morte. Segundo ele, uma das balas ficou alojada próxima ao coração. Outro tiro teria atravessado a coluna.  

Leia mais notícias no R7 DF

Confusão em saída de boate acaba em duas mortes na Fercal

Segundo o membro do sindicato que não quis se identificar, as quadras 510 e 506 de Samambaia são conhecidas pelo alto índice de criminalidade e pela quantidade de ex-internos que moram na região. Ele afirmou que as ameaças de morte e as tentativas de homicídio são uma realidade presente na vida dos agentes socioeducativo.

A ocorrência foi registrada na 32ª Delegacia de Polícia (Samambaia Sul). Ninguém foi preso até agora.

Faça seu e-mail do R7
Imprima suas fotos no R7!
Venha para o R7 Banda Larga!