Alunas denunciam professor da UnB por assédio moral e sexual

Estudantes de comunicação montaram um dossiê com relatos de abuso por parte do docente

Alunas denunciam professor da UnB por assédio moral e sexual

Denúncia está sendo investigada pela reitoria da universidade

Denúncia está sendo investigada pela reitoria da universidade

Emília Silberstein/ Agência UnB

A Universidade de Brasília (UnB) investiga denúncias de assédio moral e sexual feita por alunas contra um professor da Faculdade de Comunicação. As violações teriam sido cometidas por um docente  de audiovisual dentro da sala de aula. 

Os casos foram reunidos em um dossiê entregue à reitoria. Os relatos aconteceram por meio da campanha online #meuamigosecreto e expõem cenas de humilhação, atividades degradantes e contato físico indesejado por parte do docente.

Leia mais notícias no R7 DF

Ao R7, o professor afirmou que, por enquanto, não pode comentar as denúncias.

— A questão está sendo apurada nas instâncias apropriadas na universidade.

Um dos relatos por meio do Facebook dizia "#meuamigosecreto é professor de cinema e quando a aluna responde aos comentários misóginos, racistas, homofóbicos e bairristas que ele faz, no fim da aula quando todo mundo já saiu da sala, ele faz uso da autoridade dele como professor para ameaçá-la de reprovação”.

Outra mensagem foi impressa em um papel e colada na sala do professor com os dizeres "#meuamigosecreto estuda aqui".

O diretor da Faculdade de Comunicação, Fernando Paulino, afirma que a manifestação do Centro Acadêmico de Comunicação (Cacom) foi entregue ao gabinete do reitor na sexta-feira (11) para ser analisado mais rapidamente possível, mas corre sob segredo.

— Não podemos comentar o conteúdo das manifestações porque a apreciação está sendo feita sob sigilo.

Com a divulgação das denúncias e a apuração do casos, várias alunas comemoraram a "justiça" sendo feita na Universidade de Brasília.

    Access log