Distrito Federal Aplicativo mostra onde pegar frutas no pé pelas ruas de Brasília

Aplicativo mostra onde pegar frutas no pé pelas ruas de Brasília

Fruit Map foi criado por três estudantes, mas já chegou a outros países

Aplicativo mostra onde pegar frutas no pé pelas ruas de Brasília

Na 316 Norte, por exemplo, há vários tipos de frutas disponível

Na 316 Norte, por exemplo, há vários tipos de frutas disponível

Divulgação

Foi com o objetivo levar aos brasilienses frutas direto do pé que os universitários Adarley Grando, 22, Fábio Rezende, 25, e Vinícius Magalhães, 20, criaram o aplicativo Fruit Map. O programa mapeia as árvores frutíferas da cidade. Até o momento mais de 800 pessoas já baixaram o app.

Magalhães conta que a ideia surgiu durante um curso de programação, mas que sempre teve vontade de fazer um aplicativo do tipo, já que costuma procurar árvores frutíferas pela cidade.

— No início do ano fizemos um curso de programação para IOS, foi quando surgiu a ideia. Agora estamos trabalhando na ampliação do serviço. 

Leia mais notícias no R7 DF

Para plantar em casa: viveiro público de Brasília tem 20 mil mudas, como manjericão, alecrim e até ipês

O Fruit Map funciona de maneira colaborativa. Os próprios usuários podem sinalizar onde estão as árvores, além de dizer se ela é de fácil ou difícil acesso, ou ainda se está em local público ou privado.

As frutas também são cadastradas pelo usuário. Até o momento mais de 50 tipos já foram catalogadas. Vinícius afirma que o aplicativo está chegando a outras cidades e lembra que Brasil tem mais de 500 espécies de frutos e que ainda há muito trabalho pela frente. 

— Nós já temos usuários em São Paulo, Rio de Janeiro e em várias outras cidades. Possuímos uma infinidade de frutas ao nosso redor em todas as cidades do Brasil. É tudo de graça e sem agrotóxicos. Precisamos aproveitar isso!

Futuro

O crescimento do aplicativo tem sido meteórico. O Fruit Map foi lançado em junho de 2015, mas já rompeu as fronteiras do Distrito Federal e também do Brasil. Os criadores pretendem traduzir a plataforma para inglês, espanhol e alemão. 

Magalhães conta que vários países possuem árvores frutíferas e podem aproveitar o aplicativo.

— A Alemanha, por exemplo, possui inúmeros pés de fruta pelas cidades. Existe até um site que fez o mapeamento delas, mas o aplicativo é mais fácil de ser usado. O Fruit Map vai chegar lá.

Os jovens pretendem também aumentar o número de frutas catalogadas e oferecer informações sobre a época de cada fruta.

    Access log