Distrito Federal Após reportagem, "protetor mirim dos animais" ganha 20kg de ração

Após reportagem, "protetor mirim dos animais" ganha 20kg de ração

Jovem tem 14 anos e já salvou 38 filhotes de cachorros com as doações

Após reportagem, "protetor mirim dos animais" ganha 20kg de ração

O adolescente resgata das ruas filhotes de cachorros doentes ou abandonados

O adolescente resgata das ruas filhotes de cachorros doentes ou abandonados

Reprodução / TV Record Brasília

O adolescente Ailton Evangelista, de 14 anos, morador de Santa Maria (DF) e conhecido como "protetor mirim dos animais", ganhou 20kg de ração e vacinou todos os 30 cachorros abandonados que resgatou das ruas depois que o R7 DF e a TV Record Brasília mostraram as dificuldades que o garoto enfrentava para cuidar dos cães.

Agora, bem mais animado e satisfeito com a repercussão do assunto, ele ampliou a matilha e diz que vai conseguir manter os cachorros por bastante tempo com as ajudas que continua a receber de várias partes do Brasil, que vão desde alimentos a tratamentos veterinários completos.

— Depois disso, resgatei mais oito cães das ruas, incluindo uma cadela de grande porte. Com as rações e vacinas que foram doadas, dá para cuidar deles por um bom tempo, sem contar que todo dia liga alguém oferecendo mais ajuda.

Evangelista vive com os cães e a família em uma casa humilde. No local, moram 14 pessoas e não há muito espaço para os animais. Mesmo assim, sempre que encontra um filhote doente ou abandonado faz questão de resgatar e se emociona ao lembrar dos casos.

— O povo fica falando: “Ele fica pegando os cachorros da rua e levando pra casa”. E eu vou deixar os filhotes na rua? Não! Eu pego eles mesmo e cuido.

Leia mais notícias no R7 DF   

Feira do Guará terá espaço para adoção de cães e gatos que sofreram maus-tratos

A paixão do jovem pelos animais começou quando ele tinha apenas sete anos. Na ocasião, ele ficou sabendo de um cachorro que havia sido abandonado no lava a jato de um amigo e decidiu ficar com o cão. A família ajudou, mas o animal estava doente e morreu pouco depois.

Depois disso, Evangelista decidiu que salvaria todos os cachorros doentes que encontrasse nas ruas. Inicialmente, por não conseguir mantê-los sozinho, ele leva os bichinhos para casa, dá água e comida, cuida deles e em seguida os leva para doação.

O problema é que mesmo sabendo que não poderá ficar com os cachorros por tanto tempo, acaba se apegando e criando um vínculo afetivo com os animais.

— Às vezes me dá um aperto no coração de ter que dar os bichinhos. Mas aqui em casa não pode, porque minha avó é doente.

Doações

Atualmente Ailton está com 10 filhotes e 14 cachorros com mais de um ano em casa. Todo fim de semana ele leva os bichos para uma feira de adoção. Os que não são adotados, voltam com ele.

A ração e os remédios usados no tratamentos dos filhotes são doados, mas já estão acabando. Ele também precisa de casinhas para os cachorros, leitos, remédios para verme e ajuda para realizar a castração das fêmeas.

Além disso, o adolescente está preocupado com a volta às aulas. Ele conta que não gosta de deixar os cachorros sozinhos enquanto está na escola e por isso gostaria de encontrar um lar para todos eles.

— Vão começar as aulas e eu vou ter que me dedicar aos estudos. Eu sou bom aluno, mas vou precisar estudar e não quero deixar os bichinhos sozinhos enquanto estou na escola. Vou continuar resgatando, mas preciso de ajuda, qualquer tipo de ajuda.

Quem puder e quiser ajudar pode ligar para o telefone (61) 9199-5820.