Protestos pelo Brasil
Distrito Federal Brasília reúne 45 mil em protesto na Esplanada

Brasília reúne 45 mil em protesto na Esplanada

Ato contra a corrupção durou 2h30 e superou manifestações de junho de 2013 em público

Manifestação contra o governo reúne 45 mil em Brasília

A Polícia Militar do Distrito Federal contabilizou 45 mil pessoas em manifestação na Esplanada dos Ministérios, na manhã deste domingo (15), em Brasília. O ato, agendado em diversas cidades brasileiras, pediu o impeachment da presidente Dilma Rousseff e o fim da corrupção. Algumas pessoas chegaram a pedir com gritos e palavras de ordem a intervenção militar e a saída do ministro Dias Tóffoli do STF (Supremo Tribunal Federal), embora essas não fossem as reivindicações da maioria.

A marcha teve início às 10h30, quando os manifestantes saíram do Museu Nacional em direção ao Congresso Nacional, e terminou por volta das 13h de forma pacífica. Nenhuma ocorrência foi registrada durante as 2h30 de protesto.

A manifestação deste domingo foi maior do que os protestos de junho de 2013, que reuniram 6 mil manifestantes em 17 de junho, quando o Congresso foi tomado por populares, e 35 mil em 20 de junho, dia em que houve depredação ao prédio do Itamaraty.

Entre os participantes deste domingo (15), havia um grupo de ciclistas, integrantes do Movimento Brasil Livre, do Movimento Vem pra rua, membros do PSDB e da Força Sindical. A família do consultor Sérgio Lettieri, 37, se reuniu para ir à manifestação.  Ao todo, oito parentes estiveram na Esplanada dos Ministérios para cobrar mudanças dos governantes. 

— A gente está precisando de mudança, dar um basta na corrupção. O Brasil está precisando mudar realmente. 

Família participa de protesto neste domingo

Família participa de protesto neste domingo

Carol Oliveira/ R7

O advogado Antonio Carlos Gonçalves, 39, compareceu ao protesto acompanhado da mulher e duas filhas. Ele ressaltou que o ato foi pacífico e mostrou a insatisfação com o atual momento político do Brasil. Gonçalves afirmou que a presidente Dilma não é a única responsável pela crise e que acha difícil a manifestação causar um impacto imediato na estrutura política do País.

— Eu acho que o Brasil é um País grande, com muitos órgãos de decisão e que muitas pessoas podem participar. Então a culpa não é, evidentemente, só dela, se é que tem algum único culpado. 

Leia mais notícias no R7 DF

Manifestantes marcham na Esplanada dos Ministérios em protesto contra o governo

Em frente à sede do Legislativo nacional, integrantes do Movimento Brasil Livre, organizador do movimento, estenderam faixas contrárias à corrupção, cantaram o Hino Nacional e gritaram palavras de ordem como “Fora Dilma” e “A nossa bandeira jamais será vermelha”.

A maioria dos manifestantes se vestiu com roupas verdes e amarelas e levaram bandeiras do Brasil para o centro de Brasília. Alguns chegaram a entrar no espelho d'água do Congresso. A dispersão popular aconteceu por volta de 13h. 

A Secretaria de Segurança Pública preparou uma grande operação para o evento. Dois mil policias militares e 700 militares do Corpo de Bombeiros e 42 agentes do Detran trabalharam na Esplanada dos Ministérios. Não houve registro de ococrrência policial.

Os bombeiros registraram três atendimentos: uma pessoa teve um ferimento na perna ao cair de uma bicicleta e duas tiveram mal súbito. Todos foram atendidos em ambulâncias locais e dois pacientes foram conduzidos ao Hospital de Base.

Os comandantes das forças de segurança do Distrito Federal monitoraram a área central de Brasília do Centro Integrado de Controle e Comando Regional (CICCR). Um helicóptero do Detran também acompanhou a movimentação dos protestantes.

Assista o vídeo:

    Access log