Conselho de veterinária afasta professora de jovem picado por naja

Entidade de veterinários do DF retirou Fabiana Volkweis de cargo em razão de mensagens encontradas por investigadores de tráfico de animais

Jovem picado por cobra no DF estaria criando naja de forma ilegal

Jovem picado por cobra no DF estaria criando naja de forma ilegal

Ivan Mattos/Zoológico de Brasília

O Conselho Regional de Medicina Veterinária do Distrito Federal afastou na última sexta (31) a professora Fabiana Sperb Volkweis da Câmara Técnica de Pequenos Animais da entidade após a polícia encontrar mensagens enviadas por ela em um dos aparelhos telefônicos apreendidos na investigação de tráfico de animais.

A apuração se dá em decorrência da Operação Snake, deflagrada em julho depois de o estudante de veterinária Pedro Henrique Lehmkuhl, de 22 anos, ser picado por uma cobra naja em Brasília. Pedro e o colega Gabriel Ribeiro foram presos temporariamente, mas já foram soltos.

Inquérito investigará militares suspeitos no caso da cobra naja

Segundo a Diretoria Executiva do Conselho de Veterinária do DF, Fabiana "foi afastada até a conclusão do inquérito policial". Se ela for condenada, o conselho poderá abrir um processo ético e cassar o registro profissional de Volkweis.