Distrito Federal DF ganhará primeiro hospital veterinário público para cães e gatos

DF ganhará primeiro hospital veterinário público para cães e gatos

Um dos seis galpões deverá ser inaugurado ainda este ano

DF ganhará primeiro hospital veterinário público para cães e gatos

Estimativa é de que até cem consultas e procedimentos sejam realizados por dia na primeira fase do hospital

Estimativa é de que até cem consultas e procedimentos sejam realizados por dia na primeira fase do hospital

Agência Brasília/Divulgação

O Distrito Federal ganhará o primeiro hospital veterinário público, que está sendo construído no parque Lago do Cortado, em Taguatinga Norte, região administrativa do Distrito Federal. O primeiro e o maior dos seis galpões deverá ser inaugurado ainda este ano.  

O atendimento será para cães e gatos, e a prioridade é para as famílias inscritas em programas de governo, organizações não governamentais e abrigos. A estimativa é de que entre 80 e cem consultas e procedimentos sejam realizados por dia nesta primeira fase e aumente para 600 quando todo o complexo estiver finalizado.  

Atendimento  

Quando estiver totalmente concluído, o hospital oferecerá atendimentos nas áreas de ortopedia, cardiologia, clínica médica, medicina de felinos, oncologia, dermatologia, endocrinologia, odontologia, patologia clínica, anestesia e cirurgia de tecidos moles.  

— Teremos, também, um sistema de esterilização, que chamamos de castração, um dos atendimentos mais importantes e fundamento da criação do hospital, disse o subsecretário de Saúde Ambiental, da Secretaria de Meio Ambiente, Luiz Maranhão.  

Leia mais notícias no R7 DF  

Homem morre durante caminhada no Sudoeste  

O investimento total será de R$ 3 milhões, por meio de compensação ambiental.   

— Faz parte do pacote que revitalizou o parque, que já está beneficiando os humanos, explicou.   

Ainda de acordo com Luiz Maranhão, a escolha do local para construir o hospital deve-se ao fato de ser uma área atingida por animais domésticos em busca de abrigo, o que acaba causando desequilíbrio do parque.