Em menos de quatro meses, fiscalização derruba cinco mil casas no Distrito Federal

Número é equivalente a dois terços do balanço de 2014 inteiro

Em menos de quatro meses, fiscalização derruba cinco mil casas no Distrito Federal

Foram 430 barracos derrubados em uma invasão de Ceilândia

Foram 430 barracos derrubados em uma invasão de Ceilândia

Pedro Ventura/Agência Brasília

De acordo com a Agefis (Agência de Fiscalização do Distrito Federal), nos primeiros meses deste ano, cinco mil casas em áreas de invasão foram derrubadas. O número é equivalente a dois terços do balanço das operações em todo o ano de 2014.

A maior parte das operações aconteceu no Setor Habitacional Água Quente, no Recanto das Emas (DF) e no condomínio Sol Nascente, em Ceilândia (DF). Foram cerca de 3.500 casas derrubadas nas duas áreas. Outras ações foram feitas em várias regiões administrativas do DF, como Águas Claras, São Sebastião, Planaltina, Sobradinho e Samambaia.

Leia mais notícia do R7 DF

Para os vizinhos de uma antiga área de invasão, em Ceilândia, a sensação é de alívio com a saída dos invasores. Foram derrubados 433 barracos. O resultado ainda está no local: restos de casas, tijolos e móveis. A agência diz que continua monitorando o local para eivtar novas invasões.

De acordo com Bruna Pinheiro, presidente da Agefis, a agência fiscalizadora precisou mudar a forma de trabalho para alcançar o resultado. Inclusive derrubando casas já habitadas, o que não acontecia antes.

As próximas operações devem acontecer no Setor Habitacional Crichás, em São Sebastião; condomínio Altiplano, no Lago Sul e na Colônia Agrícola 26 de Setembro, em Vicente Pires.