Distrito Federal Hospital descarta ebola em primeiro caso suspeito em Brasília

Hospital descarta ebola em primeiro caso suspeito em Brasília

Unidade foi isolada após comissário de bordo do Panamá dar entrada com febre alta e diarreia

Comissário de bordo do Panamá teve diarreia, febre alta e foi internado no Hospital Santa Lúcia com suspeita de ebola

Comissário de bordo do Panamá teve diarreia, febre alta e foi internado no Hospital Santa Lúcia com suspeita de ebola

Divulgação

O Hospital Santa Lúcia, em Brasília, descartou na manhã desta quinta-feira (23) a suspeita de ebola em um paciente que está internado na unidade de saúde. O paciente tem aproximadamente 30 anos, é comissário de bordo e veio do Panamá. Ele chegou a Brasília na noite desta quarta-feira (22) com diarreia e febre alta. 

Segundo a Inframérica, que administra o Aeroporto JK, o comissário de bordo foi atendido pelo posto médico do Aeroporto de Brasília. Todos os protocolos de segurança e entrevista foram realizados pela equipe médica e a suspeita chegou a ser descartada naquele momento. No entanto, segundo a Inframérica, a companhia aérea decidiu encaminhar o comissário, por conta própria, ao Hospital Santa Lúcia. E então a suspeita também foi descartada pela equipe médica do hospital.

Leia mais notícias no R7 DF

Problema de saúde faz menina de sete anos arrancar os próprios cabelos

De acordo com o diretor clínico do Santa Lúcia, André Braga, a população pode ficar tranquila.

— Foi apenas um alarme falso, pânico e excesso de cuidado de todos. Ele não entrou em nenhum protocolo.

A Cievs (Centro de Informações Estratégicas em Vigilância em Saúde) e a Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) estiveram no hospital e também descartaram a suspeita de ebola.

Alguns funcionários da limpeza do hospital estão com medo e se recusam a entrar na unidade de saúde. O diretor clínico do hospital frisou que não há motivo para alarde e que o paciente não apresenta mais os sintomas que o levaram a ser internado.

Assista ao vídeo:

Últimas